COMO SURGIU A VIDA MONÁSTICA?

A VIDA MONÁSTICA



Nos meados do início do cristianismo era o martírio a forma mais sublime de se chegar à perfeição. Com muita maturidade este ato era considerado por muitos como o ponto mais alto da ascensão espiritual. Com isto para os cristãos da época a morte era uma maneira de demonstrar aos outros a forma mais sincera e sublime de seguir e amar o Cristo. 
Mediante isto, depois que o cristianismo se consolidou, muitos cristãos deixaram de ser perseguidos. Não havia mais martírios como antes, com isto além das pequenas perseguições que ainda existiam surge uma maneira diferente de demonstrar um amor imenso a causa do reino de Deus, “o monacato”.
O monacato ou a vida monástica surgiu na igreja porque determinados homens a exemplo de Santo Antão, pensaram em se refugiar do mundo, mergulhados na oração com o devido propósito de se chegar a uma vida cristã perfeita. Os monges vivendo isolados nos monastérios tinham o propósito fraternal de trabalhar e rezar como verdadeiros irmãos em cristo.
Ora, nos dias atuais, existem diversificados modos de como se consagrar a Deus. É bem verdade que; ainda existem vários mosteiros e que ainda hoje surgem homens com um enorme desejo de viverem “refugiados” da sociedade, tendo como propósito maior seguir o Cristo mais de perto buscando uma vida profunda de oração.
Certamente ser monge hoje é realmente um desafio para qualquer homem porque a sociedade em que vivemos é bem diferente daquela que era medieval. Podemos dizer que, a humanidade nos dias atuais tem tudo para caminhar cada vez mais para o caos, totalmente sem direção. Tudo que o homem produz hoje o leva para uma vida de egoísmo afastando-o de uma relação maior com o “outro”, isto é, com Deus e com o próximo.
O que está na moda hoje é o ter. Possuir bens materiais indica quem é você, ter bens é ter prestígio, é estar na moda. Nunca a sociedade colocou tanto o corpo, a boa aparência em evidência como nos dias atuais. São várias as pessoas que sofrem de depressão e que chegam até morrer, porque não se acham bonitas ou porque não conseguiram emagrecer para estar na moda. Viver numa vida egoísta virou moda. É um verdadeiro narcisismo exagerado.         
Hoje as pessoas estão a todo tempo se comunicando facilmente, temos os computadores, os telefones celulares, o gigante da comunicação a internet. Isto de certo modo leva o homem a se consolidar cada vez mais como o dono da história e do mundo, querendo até mesmo tomar o lugar que só pertence a Deus. É, parece que a época do pós-modernismo é bem diferente da época medieval, poucos são os martírios, poucas são as vocações que surgem, mas ainda fica uma pergunta que nos inquieta: porque depois de tantos séculos o homem ainda sente esta necessidade de buscar e de se consagrar a Deus?


Não tenhamos dúvida que mesmo com toda tecnologia avançada que existe, o homem ainda se pergunta “quem é”! De onde vem e para onde vai! Nós cristãos bem sabemos que a religião cristã é quem dar estas respostas de forma categórica, assim como os da igreja primitiva acreditamos que somos de Deus, viemos d’Ele e para Ele voltaremos! Deus é o que dar verdadeiramente sentido a nossa existência. É Ele quem preenche o vazio que sentimos. Infelizmente muitos tentam se preencher de suas angústias de forma errada e caíram num egoísmo fracassado.
Por fim, de uma coisa tenho certeza os antigos monges: como Santo Antão, São Bento e podemos até mesmo citar Santo Agostinho, estes souberam entrar no caminho que leva a perfeição se preenchendo verdadeiramente Daquele que dar sentido ao nosso “ser” a nossa vida e a nossa existência, Deus.
FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!