CELEBRAÇÃO DA EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ


EXALTAÇÃO DA SANTA CRUZ

RITOS INICIAIS

Deus nos reúne

ü Canto inicial e procissão de entrada

ü  

ü Sinal da Cruz

ü Acolhida presidencial
    P – Irmãos e irmãs, sejam todos bem-vindos e bem vindas! O amor misericordioso que envia seu Filho para nos salvar e a bondade de Cristo ao despojar-se de si aceitando morrer na cruz, estejam sempre convosco. Bendito seja Deus...

ü Sentido da celebração

    C – Neste domingo celebramos a festa da exaltação da Santa Cruz. Normalmente, quando falamos em cruz, logo vem à mente sofrimentos e morte. Mas a cruz de Cristo não significa somente isso. Acima de tudo, ela nos recorda a entrega amorosa de Jesus para que a humanidade fosse salva. Celebrar a exaltação da cruz é celebrar a vitória sobre o sofrimento e todo tipo de injustiça, é renovar nossa esperança de que a vitória de Cristo é a nossa vitória. Ao celebrar a eucaristia, revivemos Cristo que se submete à cruz para vencê-la definitivamente. Ao mesmo tempo, comprometemo-nos com ele na luta contra todo tipo de cruz que o mundo atual quer impor sobre a humanidade.


ü Ato penitencial – cantado

ü Glória
    P – Louvemos a Deus pela salvação dele recebida pela cruz de Jesus Cristo.

ü Oração do dia

LITURGIA DA PALAVRA

Deus nos fala


ü 1ª leitura:  Números   21,4b-9

    C – Pelo ano 640 a.C., havia no templo de Jerusalém uma estátua que parece ter vindo dos antigos cultos cananeus. Era uma serpente de bronze. Para explicar o aparecimento dessa estátua e sua permanência no templo de Deus, o povo costumava contar uma história do tempo do deserto que vamos ouvir agora, como palavra de Deus para nós. 

ü Salmo responsorial 78(77)

    C – A misericórdia de Deus é maior que os erros e os desvios do povo. Este é o principal motivo para aclamar o Senhor e recordar sempre das obras de salvação que realizou em favor do seu povo.

ü 2ª leitura: Filipenses 2,6-11


    C – Com as palavras de um dos hinos mais antigos das comunidades cristãs, adoremos o Cristo que se abaixou e veio ao encontro dos pobres. 

ü Evangelho: João 3,13-17

    C – Depois da manifestação de Jesus no templo, expulsando os vendilhões, vem a reação a este fato na pessoa de Nicodemos, judeu observante e mestre da lei. Vamos acolher na resposta de Jesus a Nicodemos uma palavra de salvação para nós.

ü Aclamação ao evangelho

ü Proclamação do evangelho

ü Homilia

ü Profissão de fé
 
ü Oração dos fiéis
- Rezemos ao Senhor, para que sua misericórdia se manifeste sobre nós quando nos cansamos e temos vontade de deixar tudo. Que a cruz gloriosa de Jesus nos sustente e nos incentive a continuar nossa caminhada.

Vitória, tu reinarás! Ó cruz, tu nos salvarás! (bis)

- Rezemos ao Senhor, para que sua bondade imensa se manifeste em nossa vida e nos faça viver comprometidos com Deus. Que a cruz gloriosa de Jesus seja nossa rocha e nossa segurança na vida. 

Vitória, tu reinarás! Ó cruz, tu nos salvarás! (bis)

- Rezemos ao Senhor, para que em sua clemência nos leve a viver com a mesma fidelidade de Cristo seu projeto de vida entre nós. Que a cruz gloriosa de Jesus nos faça sempre mais fiéis ao evangelho de Jesus Cristo. 

Vitória, tu reinarás! Ó cruz, tu nos salvarás! (bis)

- Rezemos ao Senhor, para que em seu amor infinito nos conceda a graça da salvação eterna. Que a cruz gloriosa de Jesus, pelos méritos da Paixão do Senhor, nos conceda a graça da vida eterna na casa do Pai.

Vitória, tu reinarás! Ó cruz, tu nos salvarás! (Bis)

- Rezemos por nossa comunidade para que Deus em sua benevolência nos conceda a graça da fé e do testemunho cristão. Que a cruz gloriosa de Jesus seja incentivo e força em nossos trabalhos pastorais.

Vitória, tu reinarás! Ó cruz, tu nos salvarás! (bis)


LITURGIA SACRAMENTAL
Deus nos santifica

ü Ofertório

ü Oração sobre as oferendas


ü Monição para a Oração Eucarística

    C – Naquela Sexta-feira Santa Jesus morreu na cruz e, pela sua morte na cruz, a humanidade foi redimida. Se ninguém de nós esteve lá, no momento da morte de Cristo na cruz, sabemos que a mesma salvação de Cristo se faz presente neste altar; neste momento que o Espírito Santo consagra o pão e o vinho em Corpo e Sangue do Senhor. A exemplo de tantos santos, santas e mártires entremos neste mistério da fé com todo respeito, e coloquemo-nos diante de Deus com o silêncio de quem mergulha na salvação divina.

ü Prefácio próprio desta celebração

ü Santo

ü Oração Eucarística -  I

ü Monição para a Oração do Senhor


    P – Elevemos nossa voz e nosso coração ao Pai que nos ama e nos salva e, a exemplo de Cristo, que fez a vontade do Pai morrendo por nós na cruz, digamos juntos:

Pai nosso...

ü Abraço da paz

ü Cordeiro de Deus

ü Convite para a comunhão

   P – Deus amou tanto o mundo, que deu seu Filho único para que não morra quem nele crer. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.

ü Canto de comunhão
ü Agradecimento 

ü Oração depois da comunhãO


RITOS FINAIS

Deus nos envia

ü Compromisso concreto
    P - A cruz de Cristo não é símbolo de derrota, mas de força e de vida. Quem se sente preso no medo ou na tristeza é convidado a olhar para a cruz de Cristo e não ter medo da dor e do sofrimento, mas que transformem dor, sofrimento e momentos difíceis da vida em força de vida nova, olhando para a cruz de Cristo porque, como diz o salmo, nela temos uma rocha, nela está nossa força de vida. Por isso tratem com respeito a cruz e, que reservem para a cruz um lugar de destaque em suas casas. Somos todos marcados com a cruz de Cristo e, por isso, todos são convidados a viver na mesma dimensão oblativa do amor de Cristo para nos salvar.

ü Avisos

ü Bênção final – “Ritual das Bênçãos”, n. 978 (p. 355)


    P – O Senhor esteja convosco
    T – Ele está no meio de nós.
(estende a mão direita sobre as cruzes)

    P – Senhor, Pai santo, quisestes que a cruz de vosso Filho se tornasse fonte de todas as bênçãos e causa de todas as graças. Assisti-nos, com bondade, a nós, que trazemos estas cruzes em sinal de nossa fé. Concedei que nós, vivendo, sempre, em união com o Mistério da Paixão de Cristo possamos alcançar a alegria eterna da ressurreição. Por Cristo nosso Senhor.

    P – E os que aqui estão reunidos, Abençoe-vos Deus todo-poderoso, Pai e Filho e Espírito Santo. Amém.

ü Despedida

Vivam como quem foi marcado pela cruz gloriosa de Jesus. Ide em paz, o Senhor vos acompanha.

ü Canto final

O QUE VALORIZAR NESTA CELEBRAÇÃO


Espaço celebrativo: É fácil perceber que nossa proposta irá pedir para valorizar a cruz e a colocar como destaque nesta celebração. Por uma questão pedagógica, talvez fosse melhor valorizar o local onde fica a cruz durante a celebração da missa. Sugerimos, portanto, que ali, seja feito um belo arranjo com flores dando um destaque especial.

Equipe de acolhida: Por estarmos dentro de um domingo diferente, caracterizado pela festa da Exaltação da Santa Cruz, nossa sugestão é receber os celebrantes de modo mais simples, sem nenhuma saudação diferente, como temos sugerido em algumas ocasiões.

Procissão das ofertas: Não sugerimos nada de especial para este momento, apenas chamamos a atenção de sua equipe para ter o cuidado de não fazer deste rito das ofertas um momento para destacar “as dores, as tristezas e as cruzes da vida”. Existem outras ocasiões, em outras celebrações, para este enfoque. Lembre-se que a celebração que preparamos é um momento de exultação, de vitória e de alegria. Como diz a canção sugerida, “ao lado da cruz, ficamos de pé”, a exemplo de Maria, reconhecendo o amor de Deus por nós, que se doa totalmente para nos salvar.

Aclamação da consagração: Como aclamação ao “Mistério da Fé”, lembramos que a 3a fórmula — “Salvador do mundo... — faz referência à Cruz salvadora de Jesus Cristo. Seria bom que a mesma fosse cantada.

Bênção das cruzes: Neste momento procede-se a bênção das cruzes. Os celebrantes que trouxeram as cruzes são convidados a ergue-las para que sejam abençoadas.

REFLEXÃO CELEBRATIVA

(proposta de homilia)

1 – A cruz em nossa vida
Estamos tão acostumados de ver cruzes por toda parte que nem damos mais o devido valor que a cruz merece em nossa vida cristã. Em nossas casas, em nossas praças, repartições públicas e nas igrejas a cruz está presente. Muitas cidades construíram um cruzeiro: uma grande cruz plantada no local mais elevado da cidade. Nós mesmos usamos a cruz em nosso corpo, dependurado num cordão ou numa correntinha. Os jovens adotaram a moda de usar brincos com cruzes. É interessante observar como a cruz faz parte da nossa vida e, nem sempre prestamos atenção à sua presença. Pode até ser que na sala de nossa casa haja uma bela cruz, mas a gente de tão acostumado, nem dá mais tanta importância. Vendo tantas cruzes cercando nossas vidas, poderíamos dizer que isso é natural para nós cristãos. De fato, não existe surpresa ver cristãos valorizando a cruz. Hoje mesmo, valorizamos a cruz com uma festa que é conhecida como a exaltação à Santa Cruz, de onde pendeu a salvação do mundo. Tudo isso, neste domingo e nesta celebração, deve ser um momento oportuno para que voltemos nossa atenção à cruz e nos perguntemos: o que a cruz representa para cada um de nós?

2 – Cruz como local da salvação divina
O primeiro e mais importante sentido da cruz é a memória da salvação que Deus nos concede. Cantamos na antífona de entrada: “A cruz de Nosso Senhor Jesus Cristo deve ser a nossa glória (....) foi ele que nos salvou”. No tempo de Jesus, a cruz era um instrumento da pena de morte; para nós, a cruz é instrumento de salvação. Por isso, neste domingo, com esta celebração, nós exaltamos e louvamos a Deus por seu grande amor demonstrado através da cruz de Cristo. Jesus fala no evangelho: “é necessário que o Filho do Homem seja levantado, para que todos que nele creiam tenham a vida eterna”; quer dizer: crer em Jesus pregado na cruz é aceitar a salvação de Deus. E quando se aceita a salvação de Deus em sua vida, nós aceitamos também o projeto divino que foi realizado plenamente na cruz de Cristo. A cruz é o símbolo maior do amor de Deus para conosco: “Deus tanto amou o mundo, que deu o seu Filho unigênito”, explicava Jesus no evangelho, e este Filho realiza plenamente o amor de Deus por nós quando morre na cruz.

3 – A cruz é mais que um enfeite
É assim que compreendemos porque nós cristãos colocamos cruzes em praças públicas, em nossas casas e as trazemos conosco. Quando uma família coloca uma cruz em sua casa ela quer se lembrar, todos os dias e todas as horas, do grande amor de Deus e da salvação divina em sua casa. A família que tem uma cruz em sua casa está dizendo para quem ali chega: nós somos cristãos e, como dizia Jesus no evangelho, todos os dias olhamos para a cruz de Cristo para que todos sejamos salvos e tenhamos a vida eterna. Quando uma cidade coloca uma cruz na sua praça principal, ou mesmo no local mais elevado de tal modo que todos a vejam de qualquer parte da cidade, está propondo que todos os seus habitantes olhem para a cruz e lembrem do grande amor de Deus para nos salvar. A mesma coisa acontece com cada um de nós. Quem traz uma cruz no peito deve dizer: eu coloco esta cruz em mim porque quero participar da salvação de Jesus Cristo, que aconteceu na cruz. O que estou querendo dizer com todos estes exemplos é que a cruz de Cristo não é, apenas, um enfeite. A cruz de Cristo é um símbolo do amor de Deus por nós e da salvação de Jesus Cristo. Quem usa este símbolo está dizendo: eu sou cristão, eu sou cristã; nós somos uma família cristã; nós somos uma cidade ou uma comunidade cristã.

4 – Usar a cruz é assumir um compromisso
Por isso, usar a cruz de Cristo traz também consigo um compromisso com o Evangelho. Jesus em Mt 16,24 diz que quem quiser segui-lo deve tomar sua cruz a cada dia. Quer dizer: deve assumir o mesmo projeto de vida que ele assumiu. Quem coloca uma cruz dentro de sua casa está dizendo para Deus e para a sociedade: nossa família vive iluminada pelo Evangelho; nossa família aceita Jesus Cristo e nós vivemos de acordo com os princípios do evangelho. A mesma coisa acontece com quem traz consigo uma cruz pendurada ao peito. Está dizendo: eu sou cristão e vivo de acordo com o Evangelho; minha vida é orientada pelo evangelho de Cristo e eu estou comprometido com o projeto de Deus. Isso é muito sério! Quem não se compromete com o projeto de Deus e não vive como cristão não deveria usar uma cruz pendurada no peito. Por que usar uma cruz se não vive como cristão? Qual o sentido de uma família pendurar a cruz de Cristo em sua casa se todos vivem brigando o tempo todo? Vão tirar a cruz? Claro que não! A cruz deve ficar ali para dizer a cada um que precisa mudar de vida. Uma família assim não deve se desfazer da cruz, mas mudar de vida.

5 – Nosso louvor a Deus desde o batismo
Não nos esqueçamos, enfim, que todos nós somos marcados com a cruz de Cristo. No dia de nosso batismo, o padre, os pais e padrinhos fizeram uma cruz em nossa fronte e o padre disse em nome da Igreja: nós te marcamos com a cruz de Cristo. Ou seja, cada um de nós está marcado com a cruz de Cristo. Cada um de nós, está marcado com o sinal da salvação de Deus em nossa vida. Este é mais um motivo para vivermos bem nossa vida cristã. Se a festa da exaltação da Santa Cruz é um louvor a Deus que nos salvou pela cruz de Cristo, nosso modo de viver, nossas atitudes de vida deveriam ser uma exaltação constante a Deus, nós que somos marcados com a cruz de Jesus Cristo. Amém!

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMAGEM DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

IMAGEM DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

O PAPA BENTO XVI E O SAUDOSO JOÃO PAULO II AMIGOS INSEPARÁVEIS - SANTOS HOMENS!

O PAPA BENTO XVI E O SAUDOSO JOÃO PAULO II AMIGOS INSEPARÁVEIS - SANTOS HOMENS!

NO PEITO EU LEVO UMA CRUZ - JMJ - RIO - 2013

O MAIOR EVENTO CATÓLICO DO MUNDO QUE ACONTECERÁ NO RIO DE JANEIRO...

A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA É A ÚNICA QUE DESCENDE DOS APÓSTOLOS DE JESUS CRISTO. POR ISSO, SE DIZ APOSTÓLICA! E NÓS CREMOS NA PROMESSA DE JESUS A PEDRO: "TAMBÉM EU TE DIGO QUE TU ÉS PEDRO, E SOBRE ESTA PEDRA EDIFICAREI A MINHA IGREJA, E AS PORTAS DO INFERNO NUNCA PREVALECERÃO CONTRA ELA". MATEUS 16, 18

INFELIZMENTE ALGUNS JÁ COMEÇAM A SE CONTRAPOR AQUELE QUE SERÁ O MAIOR EVENTO CATÓLICO DO MUNDO QUE SERÁ REALIZADO NO BRASIL EM 2013 (PRECISAMENTE NO RIO DE JANEIRO)

PODEM SE INCOMODAR PORQUE A JORNADA VAI ACONTECER... AS TREVAS SÃO ASSIM MESMO SE INCOMODAM COM A LUZ...

MINISTÉRIO ADORAÇÃO E VIDA

ADORAÇÃO E VIDA - HOJE LIVRE SOU...

JESUS CRISTO O BOM PASTOR O FILHO ÚNICO DO DEUS ALTÍSSIMO

JESUS CRISTO O BOM PASTOR O FILHO ÚNICO DO DEUS ALTÍSSIMO

BLOGS PARCEIROS!

  • Mariologia - Parte III - O Antigo Testamento há de ser considerado à luz do Novo Testamento, e vice-versa, pois constituem um só discurso de Deus aos homens. Acrescentamos que ...
    Há um dia
  • DIA DO PADRE... - *Ser padre é ser abençoado e verdadeiramente escolhido por Deus.Sem dúvida nenhuma, somente alguém que tem Deus ao seu lado é capaz de reali...
    Há 2 semanas
  • - Do meu nada do meu ser Transforma-me faz de mim um novo vento numa tatuada emoção cheia de vida assim quero ser eu na surpresa do meu eu!! Um sentimento sem ...
    Há 2 meses

MINISTÉRIO ADORAÇÃO E VIDA!

EM TUA PRESENÇA - PE. FÁBIO DE MELO

ESTE É UM CHATE (BATE - PAPO) PARA ENCONTRAR NOVOS AMIGOS ONLINE