O QUE VALORIZAR NA CELEBRAÇÃO DO CORPO E O SANGUE DE CRISTO


O QUE VALORIZAR NESTA CELEBRAÇÃO


Espaço celebrativo: Tenha-se todo o cuidado para não esconder o altar e o ambão. A 1a leitura fala explicitamente de ambos e as outras duas leituras os mencionam de modo indireto. Seria muito sem gosto, camufla-los com enfeites de com flores e folhagens ou, esconde-los atrás de cadeiras e toalhas.

Procissão de entrada: Deve ser caracterizada pela alegria e pela beleza de quem vai iniciar uma grande celebração festiva. Por isso, pode-se levar estandartes, candelabros de procissão, jovens com bandeiras e fitas coloridas abrindo a procissão de entrada. Para acompanhar esse modo festivo de abrir a celebração, é bom escolher uma canção alegre e, ao mesmo tempo, que favoreça a participação de todos os celebrantes.
            Além dos símbolos que sempre se levam na procissão, não se esqueçam de levar também o Círio Pascal na abertura da procissão.

Anotações práticas
A modalidade de procissão que sugerimos presta-se muito bem se a celebração for feita numa área aberta ou mesmo num ginásio de esportes. Esse tipo de abertura celebrativa mexe com os ânimos dos celebrantes e facilita a participação ativa. Depois, o padre deverá aproveitar-se do clima alegre e acolher a todos com a mesma alegria. Por esta razão, caso seja feita a incensação inicial, tenha-se o cuidado para concluir a canção só depois que o padre estiver na cadeira presidencial, pronto para iniciar a celebração, evitando assim, espaços vazios.

Rito do glória: A principal e mais importante motivação para bendizer a Deus nesta missa é o dom da Eucaristia. No momento de introduzi-lo, o padre, ou mesmo quem for entoar a canção, poderá lembrar a razão do louvor que se faz neste momento e em toda a celebração. De modo muito alegre, e com uma canção que seja conhecida por todos os celebrantes, para facilitar bater palmas e fazer gestos, canta-se o glória.

Seqüência: Se bem que facultativa, a seqüência poderia ser cantada (cf. proposta de melodia em “Vamos cantar a celebração”) ou, na impossibilidade de cantá-la, declamada por algumas pessoas que conhecem a arte da declamação.

Anotações práticas
A declamação da seqüência pode ser feita por três ou cinco pessoas. Caso tenham condições para decorar, poderiam fazer esta declamação de cor, caminhando pelo presbitério ou até mesmo no meio da assembléia, dependendo das condições que o espaço oferece. (Cf. a Seqüência no Lecionário Dominical, p. 556).

Procissão do evangeliário: Depois da sobriedade durante as duas leituras na Liturgia da Palavra, é hora de voltar a realizar um rito mais alegre, com a procissão do evangeliário. Para isso, além de escolher uma canção alegre, que envolva a todos, sugerimos que os participantes da procissão de entrada voltem a compor a procissão do evangeliário, para que a mesma seja a mais festiva possível.

Anotações práticas
Nossa idéia é levar para acompanhar a procissão do evangeliário quem trouxe os candelabros de procissão, os jovens com as bandeiras e com as fitas coloridas. Estes vêm na frente dançando, agitando as bandeiras e as fitas. Quem traz os candelabros de procissão acompanham que conduz o Evangeliário na procissão.

Procissão das ofertas:
           
            Mais uma vez, a celebração assume um momento de alegria e de festividade pelo rito da procissão das ofertas. Sugerimos que se dê atenção especial aos símbolos do pão, vinho e água, que são usados na celebração eucarística. Também aquilo que, normalmente, fica ao lado do altar, homenageando a Cristo na celebração, podem ser levados neste momento. É o caso de levar as velas e um belo arranjo de flores neste momento processional.
            Em sintonia com a Campanha da Fraternidade deste ano, os idosos poderiam levar estes dons ao altar. É um modo para demonstrar que todos somos chamados a viver na fidelidade à aliança com Deus, independente da idade. Da parte dos mais jovens, ajuda-los a compreender que compromisso com o projeto de Cristo (aliança com Deus) tem, neste ano, a ênfase pelo respeito e dignidade aos idosos.

Anotações práticas
O modo como levar os dons para o altar fica a encargo de sua equipe de celebração. Seria interessante envolver os idosos nesta procissão, levando as velas, um belo arranjo de flores e, fechando a procissão, os dons do pão e do vinho e a água. De preferência, não coloquem nada sobre o altar. As velas ficam ao lado do altar e o arranjo de flores, no chão ou num dispositivo preparado para esta finalidade, na frente do altar.

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!