JOÃO PAULO II, (um santo súbito)




(um santo súbito = santidade imediata)

            O saudoso Papa João Paulo II era um desses homens convictos da misericórdia de Deus para com a humanidade. Mas, também em suas encíclicas papais ele sempre relatava o apelo de Deus aos homens por uma vida de conversão. Particularmente desde criança vi João Paulo II, como um ícone dentro da Religião Católica não só por ele ser Papa apenas, mas principalmente por ser um homem de fé. Isto, ele demonstrou no período de sua recuperação por ter levado um tiro a queima roupa quando recepcionava como de costume os fiéis na Praça do Vaticano.
            João Paulo II sempre se comportou como um homem de Deus. Era bastante verdadeiro tanto nas suas palavras como nas ações. Combateu a Teologia da Libertação na América Latina por causa do perigo que a mesma poderia proporcionar aos fiéis podendo os levar a uma visão do cristianismo puramente materialista. Por meios políticos devido à grande influência que tinha perante os governantes de várias nações combateu também o Comunismo. Ajudou a propagar a idéia da queda do muro de Berlim na Alemanha e entre outras causas.
            Ele, nasceu no dia 18 de Maio de 1920. Certamente seus pais não tinham a menor idéia do que aquele menino iria se tornar mais tarde, simplesmente o 265º Papa, o sucessor de São Pedro líder maior da Igreja Católica e dono da marca do 2º maior pontificado da história do catolicismo (26 anos).  Ele se tornou Papa em 16 de Outubro de 1978, seu nome é Karol Josef Wojtyla, natural da cidade Wadowice, Polônia. Morreu aos 84 anos no dia 2 de Abril de 2005.
            Foram 26 anos de pontificado com muito amor, dedicação, oração e pregação. Escreveu várias encíclicas. De forma incomparável possuía um testemunho de fé e de amor a Deus, a Maria Santíssima e a Igreja. Era um homem incansável, foi o Papa que mais viajou em toda a história do cristianismo. Soube usufruir da tecnologia para se comunicar com o mundo, guiou a Igreja com “cedro de ferro”.
            Por muitos ele foi aclamado e considerado como um dos líderes mais influentes do séc. XX. Como citei no parágrafo acima ele foi bastante influente na queda do muro de Berlim (muro que dividia a Alemanha Ocidental com a Oriental). Ajudou politicamente a não realização da guerra entre USA e a Ex-União Soviética na década dos anos 80. Soube com bastante cautela derrubar o comunismo na Polônia (seu país de origem), quando o visitou reunindo mais de 1 milhão de fiéis católicos numa de suas viagens mais ousadas do seu pontificado.
            Era um homem que tinha o dom por natureza de se comunicar com o mundo. Ele sabia falar em polonês sua língua de origem, português, inglês, espanhol, italiano, francês, alemão, ucraniano, sérvio, croata, russo, esperanto, grego e latim. Entendia tanto as mudanças que estavam acontecendo no mundo como o que precisava ser mudado. Realmente se preocupava com o futuro do mundo, ou melhor, com o futuro da humanidade. Era possuidor de um carisma incrível, e de uma sabedoria impar.
            Agora em 2011, novos passos foram dados para sua beatificação. O seu sucessor o Papa Bento XVI, o beatificará no dia 1º de Maio, por causa da autêntica cura de uma freira francesa chamada Marie Simom-Pierre, que sofria de uma doença chamada mal de Parkinson.
            A freira Marie pediu a cura de sua doença pela intercessão de João Paulo II poucos meses depois de sua morte, ocorrida em 12 de Abril de 2005.  Vários médicos que acompanharam a freira e outros estudiosos teólogos chegaram a afirmar a sua cura, já que a mesma ficou sarada de tal mal de forma inexplicável.
            No momento de seu velório nós vimos através da televisão o povo o aclamando como santo súbito (que quer dizer possuidor de uma santidade imediata). Foi por isso, que o Papa Bento XVI, com apenas 42 dias depois de sua morte, pediu a aceleração do seu processo de Beatificação e com o milagre que ocorreu com a freira só veio confirmar o pedido de Bento e dos fiéis.
            No dia 1º de Maio é certo que vários fiéis tanto católicos como de outras religiões do mundo inteiro chegarão a Roma, precisamente no Vaticano para participar da cerimônia, onde irão celebrar um dos Papas mais querido e mais popular da história de nosso catolicismo. A beatificação é o primeiro passo para se alcançar a Canonização (o título irrevogável de santo). Mas, um segundo milagre é necessário para que João Paulo II receba este título, onde se tornará digno de receber a honra de ficar nos Santos Altares das Igrejas do mundo inteiro.
             
Fiquem na paz de Deus!
Seminarista Severino da Silva Souza.













Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!