CELEBRAÇÃO DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA

CELEBRAÇÃO DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA

ü Canto inicial e procissão de entrada  

ü Sinal da Cruz

ü Acolhida presidencial
    P Irmãos e irmãs sejam todos bem-vindos! O Deus da vida, que olha para a humildade de seus filhos e filhas e os protege com seu amor paternal até o dia da vitória final, esteja sempre convosco.

ü Sentido da celebração

    C Celebramos neste domingo a Solenidade da Assunção de Nossa Senhora aos céus. A ação de graças e a esperança se fazem presentes em nossa celebração. Agradecemos, hoje, a Deus que levou Nossa Senhora, membro da Igreja e da humanidade, para junto de si e, ao mesmo tempo, esta celebração faz crescer em nós a esperança de que um dia a vitória da vida e da ressurreição de Jesus Cristo realize-se em cada um de nós, como já aconteceu na vida da Virgem Maria.    
ü Entronização a imagem de Nossa Senhora
ü Glória
    P Hoje, vivemos uma grande alegria em nossa Igreja: o dia da Assunção de Nossa Senhora aos céus. Ao Pai que abriu as portas do céu para que Maria fosse elevada em corpo e alma, cantemos nosso louvor e nosso agradecimento.

ü Convite para a oração do dia  

    P – Oremos, para que Deus nos conceda participar de sua glória, como já acontece com Nossa Senhora.
ü Oração do dia

LITURGIA  DA  PALAVRA

Deus nos fala

ü 1ª leitura: Apocalipse 11,19a;12,1-6a.10ab

    C – Escutando esta história escrita para animar a resistência das primeiras comunidades em tempo de perseguição, vemos um sinal de Maria e de sua páscoa.

ü Salmo Responsorial   45(144)

    C – Cantando este salmo, nós bendizemos a Deus que ficou do lado da mulher perseguida pelo dragão, e pedimos que o Senhor venha em socorro do seu povo em sua luta contra o sofrimento.
ü 2ª leitura: 1Coríntios 15,20-27a  
    C – A mais antiga  profissão de fé da Igreja primitiva se traduzia na expressão: “Cristo morreu e ressuscitou”. Escutando esta leitura da Carta aos Coríntios, procuremos o que nos ajuda a celebrar melhor a festa de hoje.

ü Evangelho: Lucas 1,39-56

    C – Escutemos o canto de    Maria ao visitar sua prima Isabel, vejamos a boa notícia que o Senhor preparou, hoje para nós!
ü Aclamação ao evangelho

ü Proclamação do evangelho

ü Homilia

ü Profissão de fé 
ü Oração dos fiéis
- Lembramos neste momento todos aqueles homens e mulheres que se colocam ao lado de Deus na defesa da vida. Que Deus lhes conceda a força e a coragem de lutar contra tudo o que ameaça a vida. Com Maria, roguemos ao Pai:

Nossa Senhora da Assunção, intercedei conosco ao Pai.

- Lembramos dos religiosos e religiosas que vivem a graça de um testemunho feliz no meio do mundo. Que Deus os abençoe com saúde e com a graça da felicidade. Com Maria, roguemos ao Pai:

Nossa Senhora da Assunção, intercedei conosco ao Pai.

- Lembramos da nossa Igreja, chamada a testemunhar em todos os cantos do mundo a vitória da vida sobre a morte em Jesus Cristo. Que Deus a proteja nas iniciativas pastorais em favor da dignidade da vida. Com Maria, roguemos ao Pai:

Nossa Senhora da Assunção, intercedei conosco ao Pai.

- Lembramos de todos que se confiam plenamente a Deus dedicando-se ao serviço dos necessitados. Que Deus lhes conceda misericórdia e sejam sinais da presença divina em nosso meio. Com Maria, roguemos ao Pai:

Nossa Senhora da Assunção, intercedei conosco ao Pai.

- Lembramos de todos os vocacionados e vocacionadas de nossa comunidade. Que Deus abra seus corações a fim de responder com serenidade e fidelidade ao chamado divino. Com Maria, roguemos ao Pai:

Nossa Senhora da Assunção, intercedei conosco ao Pai.


LITURGIA SACRAMENTAL
Deus nos santifica

ü Apresentação das oferendas

ü Oração sobre as oferendas


ü Monição para a Oração Eucarística

    C – No início da celebração, lembrávamos que hoje agradecemos a Deus pela participação de Maria Santíssima na vitória da vida, a qual Deus lhe concedeu em plenitude. Hoje, celebramos também a esperança de um dia viver a mesma participação na vitória da vida com Deus, como aconteceu com a Virgem Santíssima. Estes dois motivos nos levam a fazer memória ao Pai da Assunção de Nossa Senhora, ela que participou do projeto divino gerando Jesus Cristo, o “autor de toda a vida”, como vamos proclamar no prefácio que agora iniciamos. Em silêncio entremos no mistério de Deus e o louvemos.

ü Prefácio

ü Santo – cantado

ü Oração  Eucarística  -  III

ü Monição para a Oração do Senhor

    P – Vivendo na esperança de um dia estar junto a Deus e, a exemplo de Nossa Senhora, participar da vitória da vida plena, elevemos nosso louvor e nossas súplicas ao Pai, como Jesus nos ensinou: Pai nosso...

ü Abraço da paz

ü Cordeiro de Deus

ü Convite para a comunhão

   P –  Felizes são aqueles que confiam no projeto de Deus, porque participarão da vitória da vida. Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.
ü Canto de comunhão
ü Agradecimento 

ü Oração depois da comunhão

 RITOS FINAIS

Deus nos envia 

ü Avisos

ü Bênção  final   - Nossa Senhora

ü Despedida

Vivam com a certeza de que um dia participará da vitória da vida, na casa do Pai. Ide em paz, com a proteção de nossa mãe Maria, e que o Senhor vos acompanhe.
ü Canto final

O QUE VALORIZAR NESTA CELEBRAÇÃO

Espaço celebrativo: O melhor modo de preparar o espaço celebrativo é destacando a imagem de Nossa Senhora. Nas igrejas onde existe uma imagem de Nossa Senhora diante dos celebrantes, sugerimos que ali seja feito um arranjo especial, principalmente, se a imagem for muito grande e de difícil remoção. Atendendo a uma recomendação litúrgica, não se coloque outra imagem de Nossa Senhora na igreja.
            As comunidades que seguiram nossa sugestão do ano passado e fizeram um grande belo painel com o desenho da Assunção de Nossa Senhora podem, neste domingo, retomar o painel e coloca-lo na igreja para ajudar os celebrantes a entrar no contexto celebrativo desta liturgia

Anotações práticas
O motivo pelo qual insistimos em uma só imagem de Nossa Senhora encontra-se nas normas do novo Missal Romano que pede para que haja somente uma única imagem de Nossa Senhora ou de um santo na mesma igreja (cf. IGMR 318). Por esta razão, seria bom valorizar a imagem que sempre está diante dos celebrantes e destaca-la com uma ornamentação especial.

Equipe de acolhida: Para este ano, preferimos continuar com a saudação simples e singela da “Salve Maria”. A finalidade é receber os celebrantes com uma saudação tipicamente mariana para assim introduzi-los no contexto celebrativo da solenidade da Assunção.

Bem vindo!
Salve Maria!

Procissão de entrada: Se a comunidade tiver o costume de entronizar nesta solenidade, a entronização poderá ser realizada na procissão de entrada. A critério de sua equipe de celebração, a entronização poderá acontecer durante ou depois da procissão de entrada. Não havendo este costume, realiza-se a procissão de entrada de modo simples, como nas demais missas dominicais.

Anotações práticas
A entronização durante a procissão de entrada poderá ser feita deste modo: na frente segue a cruz processional com as velas, depois vêm os ministros que exercerão algum ministério na celebração e logo em seguida vem o andor com a imagem de Nossa Senhora. Depois da imagem, mas mantendo uma certa distância, segue o diácono (ou leitor) levando o evangeliário e, por fim, vem o presidente da celebração.
Em se tratando de um início de celebração solene e alegre é claro que os celebrantes participarão pelo canto processional, com palmas e vivas a Nossa Senhora. Se a entronização for feita depois da procissão de entrada, neste caso pode-se omitir o ato penitencial e, após a entrada da imagem de Nossa Senhora procede-se com o rito de louvor inicial, cantando o glória.

 REFLEXÃO CELEBRATIVA 
(proposta de homilia)

1 – Vitória e esperança
A solenidade da Assunção de Nossa Senhora é uma festa de vitória e de esperança. Vitória da vida contra a morte e esperança de que, a exemplo do que aconteceu com Nossa Senhora, que hoje é elevada para junto de Deus, todos nós, um dia, com Deus estaremos, vivendo para sempre junto dele. Maria, por uma graça especial, foi elevada ao céu de corpo e alma. Nós, pela graça da ressurreição de Jesus Cristo, da qual participamos pelo Batismo, também participaremos da mesma vida eterna da qual Maria já participa na casa do Pai, ao lado de seu Filho Jesus. Se falamos de vitória da vida, subentende-se que existe um inimigo e que uma luta foi travada e vencida por Deus. O que significa isso na solenidade da Assunção de Nossa Senhora?

2 – O inimigo quer destruir a morte
De fato, as três leituras falaram de inimigo e de luta. Na 1a leitura, o inimigo foi apresentado como um dragão com força e poder incomuns, descrito com sete chifres e com sete coroas que trazia na cabeça. Na 2a leitura, São Paulo lembra que a morte é o último inimigo a ser destruído e, no Evangelho, Maria canta no Magnificat que o Senhor derrubou do trono os poderosos e despediu os avarentos, os ricos, de mãos vazias. O inimigo é proposto com modos distintos, mas está sempre contra a vida em três situações diferentes: como um dragão poderoso que quer destruir a mãe e a vida recém-nascida da criança; a morte querendo destruir a eternidade e a possibilidade de viver para sempre junto com Deus e, no evangelho, os poderosos e avarentos deste mundo que impedem o pobre de viver por não lhes permitir vida digna. Em todos os combates, Deus é o vencedor. Deus vence o terrível dragão e salva a vida da mãe e da criança. Com a morte de Jesus Cristo,  Deus destrói a morte e nos concede a vida eterna. E, na sua bondade, Deus socorre seu povo e garante uma descendência que dura para sempre, como cantava Maria no Evangelho.

3 – Deus é o vencedor na Assunção de Nossa Senhora
Como se vê, na solenidade da Assunção de Nossa Senhora, Deus é o grande vencedor da vida. É Deus que toma a iniciativa para destruir quem ameaça a vida humana. Diante da fragilidade da mulher na hora do parto e da vida nascente, Deus as esconde e as protege. Deus é quem vem em socorro da humanidade e se reconcilia conosco na morte e ressurreição de Jesus para que tivéssemos acesso à vida eterna. Deus é quem vê as necessidades de seu povo e, na sua infinita misericórdia, alimenta seu povo para que tenha mais vida. Foi isso, aliás, que refletimos nestes últimos domingos lendo o evangelho de São João. Na Assunção de Nossa Senhora, o grande louvor é para Deus que defende nossa vida e nos promete a vida eterna.

4 – O prêmio da vida eterna: Assunção já é uma certeza
Se Deus tudo faz para que vivamos, o prêmio da vitória é dado a nós por causa da misericórdia e da bondade infinita de Deus. Nossa Senhora sendo assunta aos céus de corpo e alma é, por assim dizer, a primeira premiada com a vida eterna. Sua confiança em Deus, sua certeza que Deus estaria sempre ao seu lado, sua fé inabalável em Deus fez com que realizasse fielmente sua missão nesta terra. Hoje, nós a festejamos como alguém especial da humanidade, que foi gente como nós, mas que já vive a glória da vida eterna na casa de Deus. Como ouvimos na oração inicial desta missa, como ouviremos daqui a pouco no prefácio da Oração Eucarística, Maria não subiu aos céus com suas forças, mas foi elevada por Deus por ter sido fiel à sua missão e cooperar com o projeto divino. Por isso, hoje ela vive na eternidade feliz. O que aconteceu com Nossa Senhora, como dizíamos no início de nossa reflexão, acontecerá com cada um de nós. É pela fidelidade ao projeto divino e pela confiança em Deus que participaremos da vitória da vida e viveremos eternamente na casa do Pai.

5 – Vida religiosa: testemunhar a força da vida que vem de Deus
Neste domingo, a Igreja no Brasil pede que recordemos de modo especial a vocação à vida religiosa. Dentro do enfoque que damos a nossa celebração, compreendemos que os religiosos são homens e mulheres chamados a professar os votos da pobreza, castidade e obediência para demonstrar a fidelidade e a confiança irrestrita em Deus. Assim como Maria confiou totalmente em Deus, assim os religiosos são chamados a testemunhar, no meio do mundo, a confiança absoluta em Deus e sua fidelidade ao projeto divino. Este é o chamado vocacional de todos aqueles que ouvem a voz divina convocando-os para que testemunhem a vida e o poder de Deus entre nós. Amém!

 ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA  - B

1. ABERTURA
Singela doce e pura, Maria de José, mãe terna e escolhida, és mãe leal da fé. Seu nome é Maria de Deus.

- Maria santa e fiel, ensina-nos a viver como escolhidos. Olhos voltados para o céu e por ele construir a nova vida.

- Mãe da obediência, da graça e do amor. Que os homens se encontrem no filho desta flor. Seu nome é Maria de Deus.

2. ENTRONIZAÇÃO DA IMAGEM
Quem é esta que avança como a aurora,
Temível como exército em ordem de batalha,
Brilhante como o sol e como a lua, mostrando o caminho aos filhos seus.

Ah, ah, minha alma glorifica ao Senhor, meu espírito exulta em Deus, meu Salvador. (bis)

3. ACLAMAÇÃO
Aleluia, Aleluia, Aleluia, Aleluia. (bis)

Alguém do povo exclama: “Como é grande, ó Senhor, quem te gerou e alimentou”. Jesus responde: “Ó mulher, pra mim é feliz, quem soube ouvir a voz de Deus e tudo guardou”.

4. OFERTÓRIO
- Sobe a Jerusalém, Virgem oferente sem igual. Vai apresenta ao Pai teu Menino: Luz que chegou no Natal. E, junto à sua cruz, quando Deus morrer fica de pé. Sim, Ele te salvou, mas  ofereceste por nós com toda a fé.
- Nós vamos renovar este Sacrifício de Jesus: Morte e Ressurreição; vida que brotou de sua oferta na cruz. Mãe, vem nos ensinar a fazer da vida uma oblação: culto agradável a Deus é fazer a oferta do próprio coração.

5. COMUNHÃO
Quando teu Pai revelou o segredo a Maria, que, pela força do Espírito conceberia a ti, Jesus, ela não hesitou logo em responder: “Faça-se em mim, pobre serva, o que a Deus aprouver”. Hoje imitando Maria, que é imagem da Igreja, nossa família outra vez te recebe e deseja, cheia de fé, de esperança e de amor, dizer Sim a Deus: Eis aqui os teus servos, Senhor.

Que a Graça de Deus cresça em nos sem cessar. E de ti, nosso Pai, venha o Espírito Santo de amor pra gerar e formar Crista em nós.

- Por um decreto do Pai, ela foi escolhida para gerar-te, ó Senhor, que és origem da vida. Cheia do Espírito Santo no corpo e no coração, foi quem melhor cooperou com a tua missão. Na Comunhão recebemos o Espírito Santo. E vem contigo, Jesus, o teu Pai Sacrossanto. Vamos agora ajudar-te no plano da Salvação: Eis aqui os teus servos, Senhor.

No coração de Maria, no olhar doce, terno, sempre tiveste um apoio materno. Desde Belém Nazaré, só viveu para te servir. Quando morrias na Cruz, tua Mãe estava ali. Mãe amorosa da Igreja, quer ser nosso auxílio, reproduzir no cristão as feições de seu Filho. Como ela fez em Caná, nos convida a te obedecer. Eis aqui os teus servos, Senhor

6. AGRADECIMENTO
Neste dia, ó Maria, nós te damos nosso amor:

- Céus e terra estão cantando, celebrando teu louvor.

- Dá-nos sempre, Mãe querida, nesta vida puro amor.

- E da morte no momento traze o alento do Senhor.

7. FINAL
- Maria de Nazaré, Maria me cativou. Fez mais forte a minha fé, e por filho me adotou. Às vezes eu paro e fico a pensar e sem perceber me vejo a rezar e o meu coração se põe a cantar pra virgem de Nazaré. Menina que Deus amou e escolheu, pra mãe de Jesus, o filho de Deus, Maria que o povo inteiro elegeu: Senhora e mãe do céu.

Ave Maria, ave Maria, ave Maria, mãe de Jesus.

- Maria que eu quero bem, Maria do puro amor. Igual a você ninguém, mãe pura do meu Senhor. Em cada mulher que a terra criou, um traço de Deus Maria deixou, um sonho de mãe Maria plantou, pro mundo encontrar a paz. Maria que fez o Cristo falar, Maria que fez Jesus caminhar, Maria que só viveu pra seu Deus, Maria do povo meu.

Assunção de Nossa Senhora:
A vitória de Deus na vida de Maria

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMAGEM DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

IMAGEM DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

O PAPA BENTO XVI E O SAUDOSO JOÃO PAULO II AMIGOS INSEPARÁVEIS - SANTOS HOMENS!

O PAPA BENTO XVI E O SAUDOSO JOÃO PAULO II AMIGOS INSEPARÁVEIS - SANTOS HOMENS!

NO PEITO EU LEVO UMA CRUZ - JMJ - RIO - 2013

O MAIOR EVENTO CATÓLICO DO MUNDO QUE ACONTECERÁ NO RIO DE JANEIRO...

A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA É A ÚNICA QUE DESCENDE DOS APÓSTOLOS DE JESUS CRISTO. POR ISSO, SE DIZ APOSTÓLICA! E NÓS CREMOS NA PROMESSA DE JESUS A PEDRO: "TAMBÉM EU TE DIGO QUE TU ÉS PEDRO, E SOBRE ESTA PEDRA EDIFICAREI A MINHA IGREJA, E AS PORTAS DO INFERNO NUNCA PREVALECERÃO CONTRA ELA". MATEUS 16, 18

INFELIZMENTE ALGUNS JÁ COMEÇAM A SE CONTRAPOR AQUELE QUE SERÁ O MAIOR EVENTO CATÓLICO DO MUNDO QUE SERÁ REALIZADO NO BRASIL EM 2013 (PRECISAMENTE NO RIO DE JANEIRO)

PODEM SE INCOMODAR PORQUE A JORNADA VAI ACONTECER... AS TREVAS SÃO ASSIM MESMO SE INCOMODAM COM A LUZ...

MINISTÉRIO ADORAÇÃO E VIDA

ADORAÇÃO E VIDA - HOJE LIVRE SOU...

JESUS CRISTO O BOM PASTOR O FILHO ÚNICO DO DEUS ALTÍSSIMO

JESUS CRISTO O BOM PASTOR O FILHO ÚNICO DO DEUS ALTÍSSIMO

BLOGS PARCEIROS!

  • São Francisco de Assis, o Santo do Mundo Novo - Todos os biógrafos do tempo (Celano, São Boaventura, Legenda Perugina e outros) atestam "o terníssimo afeto que Francisco de Assis nutria para com todas a...
    Há 11 horas
  • SÃO JOÃO BATISTA... - *Celebrar São João Batista não significa bebermos, fazermos tantas coisas que não convêm a Deus, porque isso não é amar, mas sim desonrar o santo a quem n...
    Há 3 semanas
  • - Do meu nada do meu ser Transforma-me faz de mim um novo vento numa tatuada emoção cheia de vida assim quero ser eu na surpresa do meu eu!! Um sentimento sem ...
    Há um mês

MINISTÉRIO ADORAÇÃO E VIDA!

EM TUA PRESENÇA - PE. FÁBIO DE MELO

ESTE É UM CHATE (BATE - PAPO) PARA ENCONTRAR NOVOS AMIGOS ONLINE