O JOVEM RICO - MATEUS 19, 16-30

O Reino de Deus é dom e partilha
(Mateus 19, 16-30)

           O Evangelho começa com uma pergunta intrigante e ao mesmo tempo fascinante. Um jovem rico se aproxima de Jesus e faz a seguinte pergunta: “Mestre que devo fazer de bom para possuir a vida eterna?” Ora, porque uma pessoa tão jovem e rica faria esta pergunta a Jesus? Certamente porque nele assim como também em nós sempre falta alguma coisa e para este jovem faltava-lhe a certeza de saber o que é preciso fazer de bom para possuir a vida eterna.
        Quando fazemos uma pergunta a alguém é por hábito nosso, logo esperarmos a resposta. Mas o método que Cristo usou foi de forma extraordinária, em vez de responder de imediato Ele fez outra pergunta. “Por que você me pergunta sobre o que é bom?” Um só é o bom (DEUS). E continuou dizendo: “Se você quer entrar para a vida, guarde os mandamentos.” Com esta resposta Jesus apresenta a 1ª condição de alcançar a vida eterna, ou seja, (guardar) seguir os mandamentos da Lei de Deus.
           Nós bem sabemos que para o povo judeu a observância da Lei era de grande importância, por isso o jovem fica intrigado e faz uma nova pergunta ao Mestre: “Tenho observado todas estas coisas. O que é que ainda me falta fazer?” No mundo judeu, a observância das leis também se associava à idéia de santidade e riqueza. Quem praticasse à risca os mandamentos era abençoado por Deus e acumulava grandes fortunas, vistas como dádivas de Deus. A lógica de Cristo, no entanto, não basta apenas escutar, observar é preciso por em prática tais leis e realizá-las com a própria vida. 
           A vida cristã coerente, o testemunho, a prática religiosa, o conhecimento doutrinário e catequético não são apenas condições suficientes. É preciso algo mais concreto para completar. E diante de tal pergunta do jovem Jesus toca na sua fraqueza. “Se você quer ser perfeito, vá, venda tudo o que tem, dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro no céu. Depois venha e siga-me.” Agora sim aqui vemos a 2ª condição revelada por Jesus para se alcançar a vida eterna que é seguir o mestre, com o coração disponível ao serviço dos pobres e desatrelados das ambições e posses (bens materiais). 
           Por fim, para Jesus Cristo as práticas das leis não são suficientes para se garantir a vida eterna é preciso junto com ela outra condição que existe o desapego aos bens materiais. Para o Filho de Deus o dom de partilhar o que tem de mais precioso para si é de grande valia para quem quer entender que o Reino de Deus já se faz presente aqui e a disponibilidade do compromisso missionário em meio a tantas necessidades do nosso povo é uma demonstração de uma vida caritativa concreta.

Fontes consultadas:
Bíblia – PASTORAL (Editora Paulus).
Catecismo da Igreja Católica.
Conheça a Bíblia – Ivo Storniolo.
Perguntas que o povo faz – Frei Mauro Strabeli.

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!