À “IDENTIDADE” ENTRE A TRINDADE IMANENTE E A ECONÔMICA


TRINDADE - PARTE 2

É incontestável que a revelação da Trindade na economia salvífica se funda na Trindade imanente, essa última podia existir sem sua manifestação econômica. A identidade não significa que a Trindade imanente só existia na econômica, que Deus se faça Trino na medida em que se comunica aos homens, ou que a Trindade de pessoas seja fruto de sua livre decisão em vista dessa autocomunicação.

A Trindade imanente não se realiza nem se dissolve na economia. Tem em si mesma a plenitude, independentemente da criação e da obra salvífica. Se assim não fora, nossa própria salvação estaria comprometida. Deus não poderia nos salvar, porque deveria também chegar à sua plenitude – em última instância, “salvar-se”. A Trindade imanente é o fundamento transcendente da economia da salvação. O mistério de Deus trino, transcendente a este mundo, só se pode conhecer através da Trindade econômica, isto é, através da revelação de Jesus. O mistério salvador que é Deus mesmo nos é unicamente acessível em virtude da livre comunicação divina.

A “identidade” entre a Trindade imanente e a econômica não pode portanto explicar-se em termos de uma realização de Deus em sua economia, o que leva à confusão entre a doutrina da Trindade e a cristologia. Mas deve-se ter presente, além disso, um segundo aspecto da questão. Assim como a Trindade imanente não se identifica com o desenvolvimento da economia da salvação sem se “dissolve” nela, tampouco se “esgota” na dispensação salvadora em que livre e gratuitamente se comunica.

A autocomunicação de Deus que se realiza na história comporta um elemento de kenose e de cruz, de esvaziamento, que nos obriga a supor uma distinção entre a Trindade econômica e a imanente. A forma servi foi realmente assumida por Jesus; a ele pertence também a forma Dei, cujo conteúdo não podemos plenamente conhecer na condição presente.

A identidade entre a Trindade econômica e Trindade imanente deve-se, portanto entender no sentido de que por uma parte, Deus se nos dá e se revela tal como é em si mesmo, mas que o faz livremente, isto é, seu ser não se realiza nem se aperfeiçoa nessa autocomunicação; e que por outra parte nessa revelação Deus mantém seu mistério, sua maior proximidade significa a manifestação mais direta de sua maior grandeza.

Deus ocupa-se com o mundo; o dogma da Trindade, em sua entranha mais profunda, leva, como todo dogma, um cunho soteriológico. Por outra parte, Deus ocupa-se com o mundo como Deus, “não se converte no amor pelo fato de ter o mundo como um tu... senão porque já em si mesmo e por cima do mundo é amor”. Citação do documento Teologia, cristologia, antropologia (Comissão Teológica Internacional): “A Trindade não se constituiu simplesmente na história da salvação pela encarnação, a cruz e a restauração de Jesus Cristo, como se Deus necessitasse de um processo histórico para chegar a ser trino”.

No documento supra mencionado ainda diz: Não há duas Trindades. Por uma parte, na Trindade imanente está o fundamento, a condição de possibilidade da economia salvadora. Deus não quis ser sem nós. Isso não quer dizer que a Trindade seja aperfeiçoada pela economia ou que essa lhe proporcione algo de que carecia. A novidade está em que nas relações constitutivas da Trindade entrou o Filho enquanto homem, Jesus, que nasceu, morreu e ressuscitou. A economia não constitui o Deus trino nem o aperfeiçoa, mas isso não quer dizer que nada signifique para ele. A Trindade imanente, na soberana liberdade de seu amor, é o fundamento da história da salvação, mas por sua vez essa tem uma certa repercussão no ser divino. Os mistérios salvíficos são mistérios próprios de Deus.

FONTE CONSULTADA:
LADARIA, Luis F. – O Deus Vivo e Verdadeiro (O Mistério da Trindade) – Coleção Theologka – Edições Loyola – São Paulo – Brasil – 2005.

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Um comentário:

  1. CONGRATULACIONES JESUS CRISTO FILHO DE DEUS, DEUS ABENCOE VOCE. ABRACO DRA. BERTHA PERU

    ResponderExcluir

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!