NÃO SOU MAIS CRIANÇA

VI ENCONTRO DE CATEQUESE

          A adolescência é a primeira fase da juventude. Às vezes, pode haver ruptura brusca entre infância e esta nova fase da vida dos adolescentes. Nem sempre, os adultos percebem esta nova realidade. Os sentimentos dos adolescentes são partilhados entre o desejo de imitar os mais velhos e a vontade de continuar a ser criança. Ao mesmo tempo que os atrai, o mundo jovem os assusta.
            Muitas vezes, os adolescentes têm a impressão de que ninguém os entende. Nem mesmo eles se entendem. As mudanças físicas, intelectuais, sentimentais são muitos importantes nesta idade e criam uma instabilidade no comportamento e nos sentimentos.
            Até agora, eles são o que os outros fizeram deles. A partir da adolescência, eles são o que os outros fizeram deles. A partir da adolescência, eles mesmos vão construir algo de novo. Uma nova “personalidade” está nascendo. O adolescente tem o futuro dele nas mãos.

1. PASSADO, PRESENTE E FUTURO:

            O catequista coloca na mesa uma grande quantidade de figuras. Ele pede aos adolescentes que escolham três delas:

            - uma lembrando um fato ou um sentimento passado;
            - uma outra explicando um fato ou sentimento do presente;
            - uma terceira um fato ou um sentimento desejado para o futuro.

            A escolha é feita em silêncio para permitir a concentração necessária. Após todos terminarem, cada um comunica aos outros o significado de cada uma das figuras. Esta atividade é muito boa porque permite conhecer como o adolescente vê sua história; quais são seus sonhos para o futuro!

2. SÃO PAULO COMPARA A VIDA COM UMA OCRRIDA:
            Ler: 1Cor 9,23-17
            - Por que Paulo fala que corremos por um troféu que dura para sempre?
            - Por que Paulo fala que castiga o seu corpo? Você concorda com ele?
            - Que pode desclassificar o anunciador do Evangelho?

3. AS MUDANÇAS:

            O catequista pergunta aos adolescentes o que acham dos fatos que seguem:

            - Luciana, 13 anos, só se preocupa com o seu corpo. Fica horas e horas na frente do espelho para se arrumar. Troca de roupa várias vezes por dia. Presta muita atenção ao que os outros vão falar dela. Praticamente não faz as tarefas da escola. Nada mais lhe interessa além do que os professores ensinam. Pretende um dia ser manequim.
            - Pedro, 12 anos, só pensa nos estudos. Gosta de ler e presta muita atenção ao que os professores da escola dizem. Ele é o melhor aluno da sua turma.
            Um dia, quer ser médico. O garoto não pratica nenhum esporte. Ele fala que não tem tempo, precisa estudar. Acha que amizade é perda de tempo.
            - Renata, 14 anos, já é uma mocinha bastante linda. Sabe que os rapazes sabem disso e aproveita da sua beleza. Não tem um final de semana que não sai com um ou com outro deles. A garota só pensa nisso: “È tão bom”! Não consegue mais se concentrar na escola e as notas são cada vez mais baixas. Não tem vontade de fazer nada. Não pratica nenhum esporte.
            Estes exemplos foram colocados para mostrar aos adolescentes que tudo precisa crescer neles: o corpo, a inteligência e o coração. Não se pode desenvolver apenas um deles sem que os outros se prejudique.

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!