5º MANDAMENTO DA LEI DE DEUS


5º - Não Matar - Ex 20,13

Este Mandamento nos diz respeito à vida.  A vida humana pertence a DEUS, pois somente Ele é o autor da vida.  Toda vida humana, desde o momento da concepção até a morte, é sagrada porque a pessoa humana foi querida por si mesma à imagem e à semelhança do DEUS vivo e santo.  O assassinato de um ser humano é gravemente contrário à dignidade da pessoa e à santidade do Criador.

Desde a concepção a criança tem direito à vida. O aborto direto, isto é, o que se quer como um fim ou como um meio, é uma “pratica infame”, gravemente contrária à lei moral.  Podemos citar também outros tipos de aborto, por exemplo: “fingir” não saber que está abortando,  tomando remédios fortes para forçar a menstruação... A regulação da natalidade representa um dos aspectos da paternidade e da maternidade responsáveis.  A legitimidade das intenções dos esposos não justifica o recursos a meios moralmente inadmissíveis, por exemplo a esterilização direta ou a contracepção. 

“A vida humana é sagrada, e deve ser protegida, da concepção até a morte natural. E qualquer autoridade que atente contra a vida, ainda mais a vida de um inocente, exorbita de sua competência, e suscita a indignação ética de quantos independentemente de sua religião, acreditam na dignidade do ser Humano – Dom Dimas”. Neste mandamento inclui-se também a eutanásia voluntária, sejam quais forem as formas e os motivos, constituem um assassinato.  O suicídio é gravemente contrário à justiça, à esperança e à caridade. Enfim, tem vários tipos de mortes.

Inclui neste mandamento outras formas de matar, sem tirar a vida diretamente, tais como: falar mal dos outros; A língua é um meio muito eficaz para matar, o olhar, julgar, freqüentar lugares perigosos.  Devemos zelar pela saúde, procurando tratamentos adequados, não usar drogas, fumar exageradamente, fazer uso de bebidas alcoólicas até embriagar-se.  Na direção de automóveis. Salários injustos aproveitando da situação do outro. Usar métodos anticoncepcionais não aprovados pela Igreja (pílula, diu, diafragma, ligadura de trombas e vasectomia, ou seja, a Igreja tolera somente o método natural para evitar a procriação).  É o Método de Ovulação Billings.  É bom ressaltar que o pecado é do casal.
O Método natural é ensinado no Instituto Pró-Família que tem sua filial em Igrejas. Procure-se informar. Os médicos geralmente também o conhecem. Veja uma pequena explanação no capítulo intitulado PLANEJAMENTO FAMILIAR.

Fontes consultadas
Bíblia – PASTORAL (Editora Paulus).
Catecismo da Igreja Católica.
Apostilas Mater Ecclesiae (Dom Estevão Bettencourt).
Revista BRASIL CRISTÃO.
Revista ECOANDO editada pela Paullus.
FOLHA CATEQUÉTICA (Centro Pastoral Popular).
Fé, Vida e Comunidade - (exemplar do Catequista), editado pela Paulus.
Conheça a Bíblia – Ivo Storniolo.
Livro: Perguntas que o povo faz – Frei Mauro Strabeli.
Site do Santuário Nossa Senhora Aparecida – Evangelizando (Meditação do Dia)
Site do Convento Santo Antonio – RIO TOTAL/BOANOVA/
Pedro, Discípulo e Pastor – Prado Flores.
O Manual da Felicidade – O Sermão da Montanha - Pe. Alberto Gambarini.


FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!