O CONTEXTO PAGÃO E A PIEDADE POPULAR


O CONTEXTO RELIGIOSO DO NOVO TESTAMENTO

II.- O CONTEXTO PAGÃO

Se as raízes do cristianismo afundam profundamente em terra judaica, seu desenvolvimento realiza-se logo no contexto pagão. O mundo pagão era profundamente religioso; porém, essa religiosidade apresentava-se sob as formas mais diversas. A religião greco-romana era sincretista e popular. O povo continuava apegado às divindades locais e expressava assim sua lealdade cívica. Porém, ao mesmo tempo, o horizonte religioso havia-se alargado para oferecer entrada a elementos das mais diversas procedências, enquanto as praticas religiosas tradicionais se haviam enriquecido com elementos exóticos.

Supostamente, os antigos templos continuavam em pé e os antigos ritos eram praticados por multidões; porém os nomes dos deuses haviam-se multiplicado e misturado em toda sorte de combinações. Novas formas de culto haviam-se propagado por todo o império. Além disso, as associações religiosas tinham surgido por toda parte, e o culto ao imperador havia-se estendido por todo o mundo civilizado.

2.- Piedade popular

A religião do helenismo tardio caracteriza-se pela fascinação ante forças obscuras que regem o destino do universo perante as forças da natureza e as do mundo subterrâneo que se impõem implacavelmente ao homem, ante as forças de destruição e de morte. Como consciência disso têm grande influência na piedade popular as crenças e as práticas que permitem controlar a influência destas forças ocultas na vida do homem.

a.- Deuses salvadores e taumaturgos

A fé em toda sorte de curas milagrosas é uma das constantes em que se expressam as crenças populares. O lugar mais famoso pelas suas curas era o templo de Epidauro, dedicado a Esculápio. O meio pelo qual se operavam estas curas era a incubatio: os doentes dormiam no interior do templo do deus que lhes comunicava, durante o sono, as indicações necessárias para a cura. Como meios auxiliares mencionam-se a água milagrosa e as serpentes sagradas.

Outros deuses curandeiros são Ísis e Serápis. Têm também grande importância as estatuas e as imagens às quais se atribuem forças milagrosas. Porém, é mais importante a pessoa com capacidades taumatúrgicas, o theios anêr.

b.- Magia

Seu florescimento nos séculos I e II d.C. provém da introdução, no mundo helenístico, da magia assírio-babilônica e de sua modificação com influências judaicas e, sobretudo, egípcias.

A magia fundamenta-se na visão do mundo dominado por forças demoníacas e na crença de que o mago, mediante ações e fórmulas adequadas, pode controlar estas forças, anular os efeitos negativos das forças “antipáticas” e potenciar os efeitos favoráveis das forças “simpáticas”. Para obter estes efeitos, o mago deve conhecer as propriedades dos diversos animais, das mais diversas plantas, dos metais e das pedras. Ao lado dos meios tradicionais (filtros, beberagens, pós, fumaça, etc) o mago emprega toda uma série de amuletos, placas escritas, talismãs, anéis etc., cuja eficácia prolonga a ação mágica sobre aqueles que os carregam.

c.- Astrologia

Apresenta duas formas, uma cientifica e outra popular. A primeira desenvolve-se mediante a assimilação da matemática e da astronomia gregas. A segunda será mais influente na esfera religiosa, Tem origens babilônicos e se implanta profundamente no Egito helenístico.

c.- Adivinhação

Quando os romanos falam de divinatio ou os gregos de mantikê referem-se a toda uma série de práticas adivinhatórias nas quais se acham misturados os elementos provenientes da observação natural e outros que provêm da revelação divina recebidos em estado de êxtase ou a través de oráculos. A adivinhação esteve ligada a determinados lugares e a determinados momentos privilegiados. O adivinho não se limitava a interpretar os sonhos, os sinais ou os omina, mas, apropriando-se das funções do mago, pretendia influir em seu curso mediante as ações ou os meios adequados.

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!