CARTA DE CONVOCAÇÃO PARA O SÍNODO DA ARQUIDIOCESE DA PARAÍBA


Carta de Convocação para o Sínodo da Arquidiocese da Paraíba.
Celebração dos 100 anos da Elevação da Arquidiocese (1914-2014).


            No exercício do múnus de Pastor da Arquidiocese da Paraíba, dirijo-me ao povo de Deus, aos diletos irmãos e irmãs, presbíteros, diáconos, religiosos, religiosas, lideranças cristãs, fiéis leigos/ leigas, aos que amados por Deus buscam a sua maior gloria e o bem da coletividade humana “segundo a presciência de Deus Pai, pela santificação do Espírito, para obedecer a Jesus Cristo, e participar da bênção da aspersão do seu sangue, graça e paz vos sejam concedidas abundantemente” (1 Pd. 1, 1-2).
            “Toda autoridade me foi dada no céu e sobre a terra. Ide a todas as nações e fazei discípulos meus, batizando-as em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-as a guardar tudo o que eu vos ordenei” (Mt. 28, 18-20). Jesus Cristo nos participa a missão salvífica que recebeu do Pai, no dom do Espírito para evangelizar os pobres e contritos de coração (Lc 4, 16s).
            Acolhendo a urgência da missão evangelizadora, abrindo nossos corações ao Espírito que fala à nossa Igreja, convosco o Povo de Deus para a celebração do I SÍNODO DA ARQUIDIOCESE DA PARAÍBA em memória dos 100 anos de sua elevação e sede da Província Eclesiástica (1914-2014).

1.     O objetivo do Sínodo
           
            O tema do Sínodo: “A Identidade, a Vida e a Missão da Igreja na Paraíba” e o lema: “Temos um longo caminho a percorrer” indicam um itinerário a ser percorrido, juntos (syn = com; odos = caminho).
            Á luz da Palavra de Deus, do Concílio Vaticano II, da Conferência de Aparecida e das Diretrizes Gerais da Ação Evangelizadora da Igreja no Brasil, o objetivo do Sínodo é avaliar a qualidade da evangelização praticada ao longo dos 100 anos da Arquidiocese e planejar a ação evangelizadora e pastoral e formativa para os anos vindouros.

2.     Qual será a dinâmica do Sínodo?

            Os indicativos teológicos e pastorais do Concílio Vaticano II nos ajudarão a refletir o objetivo do Sínodo, visando o aperfeiçoamento da Formação cristã das lideranças, no contexto em que a sociedade e a Igreja enfrentam uma mudança de época histórica. Há sinais de morte a serem superados. Há sinais de vida a serem reconhecidos e valorizados.
            A partir da convocação do Sínodo, aos 5 de agosto até o mês de outubro de 2011, realizaremos uma Pesquisa sobre a Igreja na Paraíba, junto ás esferas eclesiais (pesquisa interna) e junto aos representantes de diversas setores da sociedade (pesquisa externa).
            Após a realização e o resultado da pesquisa sobre o rosto da Igreja na Paraíba, refletiremos sobre as marcas históricas significativas ao longo dos seus 100 anos de caminhada. No decorrer dos nos 2012 e 2013, a temática: “Identidade, Vida e Missão” será abordada por etapas concatenadas. Trata-se de esclarecer a fé e a vida da Igreja. Os trabalhos sinodais se desenvolverão a partir de três comissões, a saber: Comissão Histórica e Patrimonial, Comissão Teológica e Pastoral e Comissão para a Formação dos Ministérios Ordenados e leigos.
           

3.     A Integração das 3 Dimensões: A Palavra de Deus, a Liturgia, a Caridade.

As 3 Dimensões correspondem ao múnus ou ministério: profético, sacerdotal e régio de Jesus Cristo, participado a todo cristão batizado. Essas dimensões articulam as intuições do Concílio Vaticano II, fundamentadas na “Lumem Gentium” [A luz dos Povos] e dos Documentos referenciais a serem trabalhados intensamente no Sínodo.

a)    A Palavra de Deus = Na vida e na missão da IGREJA – “DEI VERBUM” [A PALAVRA DE DEUS]. Temos em vista viabilizar da melhor forma a orientação bíblica e catequética para a formação inicial e permanente das lideranças cristãs.
b)    A celebração do Mistério de Cristo na Liturgia – “Sacrossanctum Concílio [O Sacrossanto Concílio]. Tendo em vista o acompanhamento da vida cristã na Comunidade, que celebra o Mistério de Cristo na Liturgia, vivido na fé e na conduta de vida cristã.
c)     A Caridade exercida no amor-serviço – “Gaudium Et Spes” [AS ALEGRIAS E AS ESPERANÇAS]. Tendo em vista o compromisso cristão através das pastorais, movimentos leigos, ministérios, serviço voluntário, promoção humana e inclusão social.


4.     O que Deus quer da nossa Igreja?

Na mudança de época na qual vivemos, nosso propósito é discernir: O que Deus quer de nós e da nossa Igreja? O que a sociedade espera da Igreja? Quais serão as propostas concretas para enfrentar tantos desafios? Como a Igreja dialoga e interage com a sociedade? Como a Igreja atua nos centros de decisão política, nos meios de comunicação, nas universidades, escolas, no mundo do trabalho, enfim, nos ambientes e circunstâncias onde a vida acontece?

“Se o Senhor não edificar a casa em vão trabalham os que a constroem” 
(Sl. 127, 1).


            Conclamamos todo o povo de Deus da Arquidiocese da Paraíba abrir seus corações aos apelos do Espírito de Deus que vem em socorro de nossa fraqueza e clama em nós “ABBA” (meu Pai) no mais íntimo de nós (Cf. Rom. 8,26 s), difundindo a abundância dos seus dons em favor da Igreja, de quem Ele é o guia.
            Esperamos alcançar, entre outros frutos do Sínodo: a valorização dos ministérios leigos, a fundação de uma escola de formação teológica e pastoral para leigos, a construção de um centro pastoral, a criação de novas áreas pastorais e construções de igrejas nas periferias, o compromisso do serviço voluntário nas várias expressões pastorais de transformação social.
            Pelo amor que temos a Nossa Senhor, peço encarecidamente a todos os cristãos e pessoas de boa vontade que se envolvam com a programação do Sínodo, como sinal de sua identificação e pertença filial à Igreja, nossa mãe amada.
            Que todos apresentem suas orações e gestos de seu empenho efetivo para que o Senhor imponha a sua benção sobre o que estamos para realizar! Orem com a Palavra, reflitam a vida à sua luz, contemplem a revelação do Mistério de Amor, abram-se às inspirações do Espírito e suas moções em função da edificação do bem da comunidade e da civilização cristã!
            Entreguemo-nos ao patrocínio da Virgem Maria Imaculada, à Excelsa Senhora das Neves em nossas intenções, rogando ao Senhor a graça de realizar o I Sínodo Diocesano, conforme a providência dos seus desígnios.
            Recomendo e peço, insistentemente, que a oração própria para este Sínodo seja recitada sempre e em todos os lugares.



+ Aldo di Cillo Pagotto,sss
Arcebispo Metropolitano da Paraíba.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!