O MISTÉRIO DA PÁSCOA


O MISTÉRIO DA PÁSCOA

       Depois de pregar e realizar sinais, Jesus, por seu sangue, selou a nova e definitiva Aliança entre Deus e os homens. Preencheu o papel do Servo de Javé, que morre em expiação dos pecados alheios e reúne os homens em torno de si.
A morte de Cristo se situa na época de Páscoa. Na véspera de morrer, celebra com seus discípulos a ceia de Páscoa, na qual entrega seu corpo para o perdão dos pecados e o seu sangue, ... “o sangue da Aliança derramado em favor de muitos (=todos)”; o corpo e o sangue de Jesus foram imolados como os de uma vítima não só para expiar pecados, mas também para selar a nova e definitiva Aliança; na verdade, os dizeres de Jesus sobre o seu sangue fazem alusão a Ex 24,8 “Eis, disse ele, o sangue da aliança que o Senhor fez convosco”. 
            Na mesma ocasião, Jesus instituiu os meios que põem essa nova Aliança ao alcance de todas as gerações: a Eucaristia, que faz a Igreja, e o sacramento da Ordem que faz a Eucaristia. A Igreja, que tem a sua vida nos sacramentos, se torna ela mesma um sacramento; isto quer dizer que, através da realidade humana da Igreja, regida por leis e institucionalizada, passa a graça de Deus ou uma dádiva transcendental destinada a santificar os homens.
            A Paixão de Cristo, que culminou com a morte de Cruz, não se entenderia sem a sua ressurreição ou vitória sobre a morte. Ele a venceu em nosso favor. A aplicação desta vitória é feita pela Igreja, que, como dito, é o sacramento pelo qual o Senhor Jesus nos comunica a vida do Pai. A Igreja nasceu quando o lado de Cristo foi perfurado na Cruz, deixando jorrar água e sangue símbolos dos sacramentos do Batismo e da Eucaristia. A fundação da Igreja, iniciada por Cristo, foi consumada pelo dom do Espírito Santo em Pentecostes.

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!