IGREJA A ESPOSA DE CRISTO


Igreja a Esposa de Cristo

Principalmente na literatura profética ocorre a figura da Esposa para designar Israel, a Filha de Sion ou de Jerusalém: Is 62,5 “Assim como um jovem desposa uma jovem, aquele que te tiver construído te desposará; e como a recém-casada faz a alegria de seu marido, tu farás a alegria de teu Deus”.
Ef 5,25-32 “Cristo amou a Igreja e se entregou por ela, para santificá-la, purificando-a pela água do batismo com a palavra, para apresentá-la a si mesmo toda gloriosa, sem mácula, sem ruga, sem qualquer outro defeito semelhante, mas santa e irrepreensível. Assim os maridos devem amar as suas mulheres, como a seu próprio corpo. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Certamente, ninguém jamais aborreceu a sua própria carne; ao contrário, cada qual a alimenta e a trata, como Cristo faz à sua Igreja, porque somos membros de seu corpo. Por isso, o homem deixará pai e mãe e se unirá à sua mulher, e os dois constituirão uma só carne (Gn 2,24). Este mistério é grande, quero dizer, com referência a Cristo e à Igreja”.



Neste texto é posto em relevo:

Ø - a distinção (não há separação) entre Cristo e a Igreja.
Ø - a fecundidade da Igreja. A esposa é Mãe.
Ø - a escolha gratuita que Cristo faz em favor de sua Esposa. Apesar das crises do amor nupcial do povo escolhido, Cristo ama sua Esposa; lavou-a com o seu sangue, tornado-a sem mancha nem ruga e continua a purificar os filhos dessa Santa Mãe através da água do Santo Batismo.

        A Igreja é uma comunidade congregada mediante um chamamento universal, pois Deus quer que todos os homens se salvem; a convocação é gratuita. Ela se deve ao amor misericordioso de Deus, que enviou seu Filho ao mundo para se entregar por todos.
                 A resposta à vocação divina é a fé em Deus. Este nos purificou pelo Santo Batismo e nos enviou o Espírito Santo, fazendo de nós o seu povo, que espera a manifestação gloriosa do Senhor Jesus.
            A Igreja é chamada “casa de Deus e Coluna e Sustentáculo da verdade” (1Tm 3,15). É algo de firme e estável; a ela foi confiado o tesouro da Revelação Divina, que, juntamente com os Sacramentos, deve ser transmitido aos homens.


Igreja de Santos e pecadores

            A Igreja não é uma mera assembléia de pessoas bem intencionadas, mas goza da presença e da ação de Cristo, compreende-se que ela goza de uma santidade permanente, que não desaparece quando desfalece a fidelidade dos homens. A Igreja está aberta a todos os homens, qualquer que seja seu país de origem e sua raça. Há, portanto, uma só Igreja, esparsa por todo o mundo, todos são chamados à conversão. A Igreja é Virgem, Esposa de um único varão, Cristo (São Leão Magno + 461).

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!