IGREJA APOSTÓLICA


IGREJA ApostÓlicA

Lc 6,12-16 “Naqueles dias, Jesus retirou-se a uma montanha para rezar, e passou aí toda a noite orando a Deus. Ao amanhecer, chamou os seus discípulos e escolheu doze dentre eles que chamou de apóstolos: Simão, a quem deu o sobrenome de Pedro; André, seu irmão; Tiago, João, Filipe, Bartolomeu, Mateus, Tomé, Tiago, filho de Alfeu; Simão, chamado Zelador; Judas, irmão de Tiago; e Judas Iscariotes, aquele que foi o traidor”.
         
A Igreja guarda, através dos séculos, a identidade dos princípios que ela recebeu de Cristo mediante os Apóstolos. A palavra apóstolo é grega, significa enviar. Era o enviado, legado, embaixador, aquele que devia ser respeitado como o rei que os enviava, pois ela falava em nome do rei.
            
Jesus escolheu doze Apóstolos, para que vivessem mais estritamente a Ele e fossem seus mensageiros. “Quem vos recebe, a Mim recebe; e quem me recebe, recebe aquele que me enviou” (Mc 3,14). O número doze recorda o dos doze Patriarcas de Israel e significa que o novo povo de Deus está fundamentado sobre Cristo mediante os doze legados do Senhor. Os doze Apóstolos são as doze colunas da Igreja. Cristo é a Pedra angular (colocada nos ângulos do Templo de Jerusalém).
         
O Patrimônio da fé não chega aos fiéis como algo descido do céu diretamente, mas, sim, como algo que parte do Pai, passa por Jesus Cristo, pelos Apóstolos e, finalmente, chega a cada indivíduo no seu respectivo tempo. A nossa Igreja voltando no tempo vai chegar aos Apóstolos que receberam a mensagem de Cristo e Cristo recebeu de Deus Pai.
            
A Igreja é apostólica por ser fundada sobre os apóstolos, e isto em um tríplice sentido: Ela foi e continua sendo construída sobre o fundamento dos Apóstolos, testemunhas escolhidas e enviadas em missão pelo próprio Cristo; Ela conserva e transmite, com a ajuda do Espírito Santo que nela habita o ensinamento, o depósito precioso, as salutares palavras ouvidas da boca dos apóstolos; Ela continua a ser ensinada, santificada e dirigida pelos Apóstolos, até a volta de Cristo, graças aos que a eles sucedem na missão pastoral: o colégio dos bispos, que são assistidos pelos presbíteros, em união com o sucessor de Pedro, pastor supremo da Igreja. Esta Igreja é una, santa, católica e apostólica na sua identidade mais profunda e última, porque é nela que já existe e será consumado no fim dos tempos o Reino de Deus.     

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!