A LECTIO DIVINA

LECTIO DIVINA

A leitura orante da Bíblia, ou LECTIO DIVINA, é um alimento necessário para a nossa vida espiritual. A partir desta oração, conscientes do plano de Deus e sua vontade, podemos produzir frutos espirituais em nossa vida. Santa Terezinha do Menino Jesus dizia, em seu período de aridez espiritual, que quando os livros espirituais não lhe diziam mais nada, ela buscava no Evangelho o alimento da sua alma.


OS PASSOS DA LECTIO DIVINA:

Oração Inicial:
Vinde, Espírito Santo, enchei os corações dos vossos fiéis e acendei neles o fogo do vosso amor. Enviai, Senhor, o vosso Espírito, e tudo será criado; e renovareis a face da terra. Deus que instruístes os corações dos vossos fiéis com as luzes do Espírito Santo fazei que apreciemos retamente todas as coisas e gozemos sempre da sua consolação. Por Cristo Senhor nosso. Amém.

Leitura da Palavra de Deus

Leia, com calma e atenção, o Evangelho do dia. Se for preciso, leia quantas vezes forem necessárias. Então procure identificar as coisas importantes deste trecho da Bíblia: o ambiente, os personagens, os diálogos, as imagens usadas, as ações. Você conhece algum outro trecho que seja parecido com este que você leu? É importante que você identifique tudo isto com calma e atenção, como se estivesse vendo a cena. É um momento para conhecer e reconhecer a Boa Notícia que este trecho traz!

Meditar a Palavra de Deus:
É o momento de descobrir os valores e as mensagens espirituais da Palavra de Deus: é hora de saborear a Palavra de Deus e não apenas estudá-la. Você, diante de Deus, deve confrontar este trecho com a sua vida. Feche os olhos, é preciso concentrar-se.

Rezar a Palavra de Deus:
Toda boa meditação desemboca naturalmente na oração. É o momento de responder a Deus após havê-lo escutado. Esta oração é um momento muito pessoal que diz respeito apenas à pessoa e Deus. Não se preocupe em preparar palavras, fale o que vai no coração depois da meditação: se for louvor, louve, se for pedido de perdão, peça perdão; se for necessidade de maior clareza, peça a luz divina; se for cansaço e aridez, peça os dons da fé e da esperança.
Contemplar a Palavra:
Desta etapa a pessoa não é dona. É um momento que pertence a Deus e sua presença, misteriosa sim, mas sempre presença. É um momento onde se permanece em silêncio diante de Deus. Se Ele o conduzir à contemplação, louvado seja Deus! Se Ele lhe der apenas tranqüilidade de uns momentos de paz e silêncio, louvado seja Deus! Se para você for um momento de esforço de querer estar na presença de Deus, louvado seja Deus!

Conservar a Palavra de Deus na sua vida:
Leve a Palavra de Deus e o fruto desta oração para a sua vida. Não se preocupe se alguma coisa não for bem, um dos frutos da Palavra de Deus é a noção do erro e a conversão pela sua misericórdia. O importante é que a semente da Palavra de Deus produza frutos e que o povo de Deus possa ser alimentado pelos testemunhos de fé, esperança e amor. Termine com a oração do Pai Nosso e três Ave-Marias, consciente de querer viver a mensagem do Reino de Deus e fazer a Sua vontade.


LEITURA ORANTE
(TEXTO MC 5,1-20)


Objetivorealizar passo a passo, junto com o grupo,
a leitura orante de Mc 5,1-20.

Material necessário: Bíblia.
Tempo: 1 hora.

Animador: Queridos amigos, é bom estarmos juntos, animados pelo Deus que é amor e que tem compaixão e misericórdia do seu povo. Em nome desse Deus que é Pai e Mãe de bondade e misericórdia iniciamos nosso encontro cantando: Em nome do Pai.
Abertura: invoquemos o Espírito Santo que nos ajuda na interpretação das Sagradas Escrituras, cantando.

 

Hino: corsa

Recordação da vida: Fazer memória de momentos em que nos sentimos dominados pelas forças da divisão.

1º Degrau – Leitura (o que diz o texto?).

Animador: Primeiramente, vamos ler Mc 5,1-20 com muito cuidado, observando a linguagem e a maneira de Marcos escrever. É bom lembrarmos que os evangelhos foram escritos muito tempo depois que Jesus morreu e ressuscitou. O evangelho de Marcos, por exemplo, foi escrito por volta dos anos 70, possivelmente na Palestina ou na periferia de Roma, porém uma coisa é certa: Marcos escreveu o seu evangelho numa hora difícil para as suas comunidades, as quais eram pobres e perseguidas pelas legiões, destacamento militar do exército romano, por isso, entre as palavras chaves do evangelho de Marcos, encontramos: oprimido, dominação, marginalização, exclusão, medo, entre tantas outras. Vamos ler com atenção e procurar essas e outras palavras contidas no texto.

Leitura silenciosa musica instrumental.

Animador: Essa Historia que a gente acabou de ler também foi contada por Mateus (Mt 8, 28-34) e por Lucas (Lc 8,26-39). Aliás, na Bíblia existem muitos desses casos. A historia é sempre a mesma, no entanto é contada de maneira diferente, pois cada comunidade tem seu jeito próprio de ser. E isso aparece na maneira do autor escrever, nas palavras usadas, nas expressões. Se compararmos o texto de Marcos com os outros dois, notaremos que Marcos é mais rico em detalhes e nos ajuda a aprofundar e a responder a questões fundamental que permeia todo o seu evangelho. Quem é Jesus? Quem é o seu discípulo, ou seja, quais as características que deve ter quem quer seguir Jesus?


Lembrar o texto

Animador: Através dos trechos “... ninguém podia domina-lo”, “...ninguém conseguia subjuga-lo”, “... manda-nos para os poros”, “... legião é o meu nome, porque somos muitos”, “... manda-nos para os porcos”. “...viram o endemoninhado sentado, e vestido..”, percebemos que havia naquela época opressão política, econômica, religiosa, social e muitas outras explorações. Vamos ler novamente o texto e tentar descobrir nas linhas e nas entrelinhas onde e como essas opressões estão contidas nele.

Animador: Essa história, antes de ser escrita, foi contada e recontada várias vezes ao longo dos anos, para animar as comunidades em suas lutas contra as opressões e as dominações, principalmente do Império Romano. Escutando e mais tarde lendo essa história, as pessoas ganhavam força para resistir ao monstruoso e demoníaco império Romano e adquirindo inspiração no Deus da vida para construir uma comunidade e uma história mais humana e solidária, sem exclusão. Marcos é sensível á essa missão. Sua preocupação é ajudar a sua comunidade nessa crise e tempos difíceis.

Canto: diante do Rei

2º Degrau – Meditação (O que o texto diz para mim, para nós hoje?)

Animador: E hoje? Como este texto ilumina a nossa vida ou tem a ver com o contexto no qual estamos inseridos? O que tem a ver com nossa comunidade e nosso grupo? Se todas as descobertas que fizemos e refletimos com a leitura do texto de Marcos não servirem para nossa vida hoje, então não servem para nada. Faz dois mil anos que tudo isso aconteceu e parece que a nossa vida não está lá muito diferente. Existe algum império querendo nos dominar hoje também? O que vocês acham? Tem gente excluída no nosso meio ou não? Você já se colocou no lugar dessas pessoas? Por outro lado, felizmente, como na realidade do texto que estudamos, existem hoje pessoas e grupos com atitudes corajosas que enfrentam sem medo as força da morte. Você conhece essas pessoas e esses grupos?

 Musica instrumental

 3º Degrau – Oração (O que o texto me faz dizer a Deus?)

Animador: O método que estamos aprendendo é um método orante, portanto esse terceiro degrau é um convite á oração a partir daquilo que você sentiu nos momentos anteriores. Com toda certeza algo mexeu com você. Transforme em gritos, sentimentos e questionamentos em oração, em prece, pedidos, louvores, perdão, agradecimento, admiração. Deixe a oração brotar dentro de você com franqueza e autenticidade. Oração é diálogo, comunicação com Deus. Fale, converse com ele.

4º Degrau - Contemplação (O que o texto me impulsiona a fazer?)

Momento penitencial (canto penitencial)

Hino: um canto referente ao assunto (seduziste-me Filipenses 3,7-11)Animador: Fique algum tempo em silêncio, contemplando, saboreando tudo o que você experimentou durante o momento de oração. Sinta-se olhado e amado por Deus. O silêncio nesse instante é fundamental para se ouvir o que Deus está pedindo para ser posto em prática no dia-a-dia. É por isso que a contemplação é ativa. Ela nos impulsiona a fazer algo concreto. O que Deus, através desse texto, está me pedindo para fazer por ele e pela humanidade? 

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!