DISTINÇÃO ENTRE MATEUS E LUCAS

Qual a distinção teológica e Ecleosiológica
entre Mateus e Lucas?
           
         O Evangelho de Mateus é o primeiro livro do Novo Testamento na Bíblia. Mateus foi um dos doze escolhidos por Cristo para fazer parte do seu grupo. É importante lembrar que Mateus foi cobrador de impostos e seu sobrenome era Levi. Para alguns estudiosos Mateus começou a escrever os relatos da vida de Jesus por volta dos anos (80 d. c. até 90 d. c.). Nos seus escritos Mateus da uma continuidade do projeto que Deus tem para com Israel, fazendo de forma extraordinária uma relação de Jesus para com Moisés afirmando que Jesus não veio para extinguir a lei, mas dar pleno cumprimento dela (Mt 5,17).
            Ele também nos apresentou Jesus como o Messias, ou seja, aquele que viria realizar todas as promessas que Deus prometeu aos profetas e a Israel no Antigo Testamento. Para o Evangelista Deus está presente em Jesus por isso que apresenta no seu próprio Evangelho Jesus com o nome de Emanuel que quer dizer Deus conosco.
         Para analisar o texto evangélico de Mateus é preciso observar a prática de justiça que Jesus já antecipara nas suas ações. O Evangelista da ênfase da presença de Deus na vida de Jesus segundo ele as obras que Jesus realizou só foi possível por que realmente ele era o Emanuel aquele que viria ensinar aos homens a prática de justiça “devemos cumprir toda a justiça” (3,15).
           O Evangelho de Lucas é localizado como o terceiro livro do Novo Testamento na Bíblia. Lucas escreveu a pessoa de Jesus um pouco diferente que Mateus. Certamente a algo que precisamos retratar, enquanto Mateus foi um homem que andou com Jesus, isto conviveu com o Mestre Lucas não fez parte dos dozes Apóstolos escolhidos por Jesus, mas Lucas certamente evangelizou em alguns momentos de sua vida com Paulo aquele que dizia que não era digno de ser chamado Apóstolo de Cristo se destaca assim como São João ele escreve dois livros que seriam mais tarde inseridos no Novo Testamento como livros sagrados e autênticos dos ensinamentos da vida, da obra, da divindade e do testemunho verdadeiro de Jesus na Obra da redenção dos homens.
           É atribuído, também a Lucas, O Atos dos Apóstolos, por que as semelhanças são claras e evidentemente idênticas a forma da escrita que o autor de inicio quis chamar a atenção já que os dois livros são destinados de forma cautelosa a um destinatário o querido “Teófilo” (Lc 1,3 = At 1,1). Se aprofundarmos a leitura dos evangelhos de Mateus e Lucas, iremos perceber que se tem uma só obra em dois volumes como se um estivesse dando continuação ao outro.
           Podemos dizer claramente que Lucas no seu Evangelho apresenta o caminho de Jesus, enquanto nos Atos apresenta o caminho da Igreja. E com isto iremos perceber que realmente o autor quis dar uma continuidade aos seus escritos. Entre os dois Evangelistas a algo que fica claro de externar. A grande preocupação dos autores para com os destinatários dos evangelhos, isto é, aqueles que iriam receber os escritos do evangelho e de modo especial tentar vivenciar o modo de vida Cristão. Enquanto a preocupação de Mateus é para com os que faziam parte da comunidade judaica, Lucas escreve de forma expressiva para os gentios.
        Entre todos os evangelistas vale salientar que o evangelista Mateus usa a palavra grega “eklesia”, referindo-se aos primeiros cristãos convertidos daquela época, ou seja, a uma das primeiras comunidades dos seguidores de Jesus. Enquanto Mateus destaca os primeiro cristãos com o nome de “eklesia” Lucas se preocupa em destacar, isto é, faz uma grande explanação das primeiras pregações de Jesus Cristo no seu evangelho. Lucas escreve de forma magistral os primeiros indícios da missão de Jesus entre nós que começa na galiléia.
           No Evangelho de Lucas a salvação não é só destinada para o povo Judeu ou até mesmo aqueles que fizeram parte do judaísmo, ele também escreve para aqueles que na naquele tempo era um povo esquecido e excluído por grande parte dos Judeus refiro-me aos gentios. Enfim se para Mateus a palavra de Jesus é sempre apresentada como resultado de uma ação, para Lucas Jesus é o educador que pela sua morte e ressurreição se torna o caminho que leva ao Pai fonte e fim de toda vida.           

 FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!