QUEM É O CERIMONIÁRIO?

FORMAÇÃO PARA CERIMONIÁRIOS

Quem é o CERIMONIÁRIO?

v É o responsável por conduzir o ritmo da celebração litúrgica, para que ela aconteça com toda a ordem e flua naturalmente, e todos celebrem bem.

v É aquele que, com o auxílio da equipe de serviço à liturgia, providencia tudo quanto for necessário para a sua realização.

v É aquele que coordena a celebração litúrgica, ficando nos bastidores, atento a tudo o que vai acontecer, direcionando os ministros e servidores para que desempenhem com exatidão e prontidão as funções que lhe competem.

v É uma pessoa que age com discrição, atenção, liderança, comunicando-se com o presidente da celebração e com os demais servidores da liturgia, a quem está a serviço.


ALGUMAS ORIENTAÇÕES

v Comunicar-se antecipadamente com a equipe de liturgia, ajudando na preparação da respectiva celebração à qual for cerimoniar, dando sugestões.

v Fazer uma lista de todo o material litúrgico a ser utilizado na celebração.

v Se necessário, ensaiar com todos os que vão servir à liturgia daquele dia, em especial com os coroinhas e os leitores.

v Chegar bem antes do início da celebração, para verificar se estão definidos, prontos e em seus devidos locais:

1. Todo o Material litúrgico necessário: livros litúrgicos, marcados; vasos sagrados, limpos; hóstias e vinho, suficientes; alfaias e toalhas do altar, limpas e passadas; demais objetos necessários, limpos e em seus devidos locais; brasas acesas e incenso, para o turíbulo;

2. Todo o Espaço litúrgico, limpo e arrumado;

3. As cadeiras para o presidente, leitores e demais ministros;

4. A equipe de Leitores;

5. O ministério de cantores e as músicas;

6. O Serviço de som e os microfones.

v Antes da celebração, combinar com o presidente tudo o que vai acontecer na celebração. De preferência, preparar um roteiro da celebração, com todas as partes e os cantos litúrgicos.

v Minutos antes da hora do início, organizar a procissão de entrada e seu alinhamento.

v É preciso, para que a celebração aconteça de forma mais organizada, pode haver mais de um cerimoniário em cada celebração, contanto que cada um fique responsável por acompanhar um determinado serviço no decorrer da liturgia. Isso para que não ocorra choque de funções. Por exemplo: um fica responsável pelo presidente (o bispo ou mesmo o presbítero) e outro para organizar o serviço dos coroinhas e ministros extraordinários da eucaristia, ou ainda outro para acompanhar as procissões (do Evangelho, do ofertório...) e os leitores.

v O mestre de cerimônia deve estar preparado para algum imprevisto, ou ao menos entrar em comunicação com alguém da comunidade para que se resolva de imediato algum pormenor.

v Não transitar demais no espaço litúrgico; comunicar-se através de sinais e gestos discretos; conversar somente o necessário para a realização das diversas funções.

v Após a celebração, é bom agradecer a todos os que contribuíram para o bom êxito da mesma.

v Depois, fazer uma avaliação pessoal do próprio desempenho e dos demais servidores e toda a equipe de liturgia, com uma reunião, analisando os pontos positivos e negativos, para que se possa melhorar nas futuras celebrações.

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

BLOGS PARCEIROS!