OS DISCÍPULOS DE EMAÚS

Os discipulos de emaús
lc 24, 13-35

Emaús evoca em hebraico a negação e a impureza. Os dois discípulos querem se afastar da morte e da cruz que não conseguem entender. Eles estão mergulhados no evento da Paixão. Santo Agostinho assim comenta: “Eles caminhavam mortos com um vivente; eles caminhavam mortos com a vida. Com eles caminhava a Vida, mas ao coração deles nenhuma vida tinha ressuscitado”.

De quais fatos estão falando? Para os dois companheiros a história da Paixão tem um sentido? Jesus responde que a mesma Paixão tem um sentido. À luz do Espírito, as Escrituras iniciam falar no interior dos corações. O mistério pascal é uma realização e uma abertura à vida eterna. O Cristo ressuscitado é a inteligência de toda a história. Este mergulho batismal na morte prossegue com a ceia eucarística, que completa a nossa iniciação, ela é a fração do pão que segue à fração da palavra. O itinerário dos discípulos de Emaús foi contado por Lucas sob a forma de um caminho litúrgico e sacramental. Vivendo os sacramentos da iniciação cristã (Batismo, Crisma e Eucaristia), os catecúmenos percorrem este caminho estreito que vai da Paixão até ao encontro com a Igreja.

A narração de Emaús se desenvolve num tempo particular, o dia da Ressurreição. Este tempo acompanha um espaço, a estrada de Jerusalém (do leste, do Oriente) para Emaús (o ocidente, o lugar onde se põe o sol). O percurso não indica, pode ser, uma presença da morte? Do Éden à morte? O caminho não será, pode ser, um êxodo (odos = quer dizer caiminho – cf. Lucas 9, 31)?
A ressurreição nos coloca em caminho: o caminho da conversão e da fé. O eunuco da rainha de Etiópia fará em companhia de Filipe um caimnho semelhante (cf. At 8).

Os seus olhos eram incapazes de reconhecer Jesus Cristo Ressuscitado. Depois de apenas três dias são incapazes de fazê-lo? Estranha amnésia! As palavras dos discípulos, como os olhares das mulheres eram endereçados para um corpo morto. É a falência da Cruz que é escandalosa. “Maldito aquele que pende do lenho” está escrito em Dt 21, 23 (cf. Gl 3, 13). A morte fechou os olhos da esperança. Porque procurar entre os mortos aquele que é o vivente? Pergunta o anjo (Lucas, 24, 5). Qual conversão é necessária para procurar o ressuscitado? Qual olhar novo?

A narração inverte a experiência de Adão e Eva. Eles viram que estavam nus. Eles viram a própria morte. Cleopas e o seu companheiro têm os olhos fechados por causa da morte. Os seus olhos se abrem no reconhecimento do ressuscitado, que eles não podiam olhar como uma coisa sedutora. Eles reconhecem aquele que os une. Esta nova refeição é aquela da reconciliação, como uma árvore de vida que carrega frutos eucarísticos.

Deus ressuscitou seu Filho: Jesus desceu na morte e Deus o fez reviver. A promessa da vida dada por Deus se realiza: “Deus faz descer ao scheol e faz subir” (1 Sam 2, 6). No terceiro dia ele ressuscitará seu povo (Oséias 6, 2). É a mesma confiança que encontramos no salmista (Sal. 49, 16). As figuras da esperança se tornam realidades neste Jesus “salvo” entre os mortos. A realização da promessa da primeira Aliança (Gn 8, 22) reconhece nesta manhã da nova criação.

Lucas introduz, aqui, uma liturgia da palavra, aquela que existia na tradição farisaica: uma primeira leitura de Moisés (a Lei ou o Pentateuco) seguida por uma segunda dos profetas e as duas leituras acompanhadas por cantos dos Salmos. Estas leituras proféticas são partilhadas na oração para esclarecer a atualidade da comunidade. Para os cristãos esta atualidade é Jesus Cristo mesmo que se designa como o Cristo das Escrituras. Assim o Cristo do mistério pascal é a chave das Escrituras. É ele que faz entender o mistério de Deus já presente, também quando não é reconhecido (Gn. 28, 16). Assim JESUS CRISTO é a inteligência das Escrituras e é Ele mesmo que espera que o nosso coração arda e queime em vista da proclamação de sua palavra. É verdade aquilo que dizia São Jerônimo: “quem ignora a escritura, ignora a Cristo”.

Meditar: Lucas 12, 49-50, Ex 3 e Atos 2

FIQUEM NA PAZ DE DEUS!
SEMINARISTA SEVERINO DA SILVA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

IMAGEM DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

IMAGEM DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS

CONFIRA AS POSTAGENS MAIS VISITADAS (PROCURADAS) DO BLOG. VALE A PENA!

EU SOU O CAMINHO A VERDADE E A VIDA!

O PAPA BENTO XVI E O SAUDOSO JOÃO PAULO II AMIGOS INSEPARÁVEIS - SANTOS HOMENS!

O PAPA BENTO XVI E O SAUDOSO JOÃO PAULO II AMIGOS INSEPARÁVEIS - SANTOS HOMENS!

NO PEITO EU LEVO UMA CRUZ - JMJ - RIO - 2013

O MAIOR EVENTO CATÓLICO DO MUNDO QUE ACONTECERÁ NO RIO DE JANEIRO...

A IGREJA CATÓLICA APOSTÓLICA ROMANA É A ÚNICA QUE DESCENDE DOS APÓSTOLOS DE JESUS CRISTO. POR ISSO, SE DIZ APOSTÓLICA! E NÓS CREMOS NA PROMESSA DE JESUS A PEDRO: "TAMBÉM EU TE DIGO QUE TU ÉS PEDRO, E SOBRE ESTA PEDRA EDIFICAREI A MINHA IGREJA, E AS PORTAS DO INFERNO NUNCA PREVALECERÃO CONTRA ELA". MATEUS 16, 18

INFELIZMENTE ALGUNS JÁ COMEÇAM A SE CONTRAPOR AQUELE QUE SERÁ O MAIOR EVENTO CATÓLICO DO MUNDO QUE SERÁ REALIZADO NO BRASIL EM 2013 (PRECISAMENTE NO RIO DE JANEIRO)

PODEM SE INCOMODAR PORQUE A JORNADA VAI ACONTECER... AS TREVAS SÃO ASSIM MESMO SE INCOMODAM COM A LUZ...

MINISTÉRIO ADORAÇÃO E VIDA

ADORAÇÃO E VIDA - HOJE LIVRE SOU...

JESUS CRISTO O BOM PASTOR O FILHO ÚNICO DO DEUS ALTÍSSIMO

JESUS CRISTO O BOM PASTOR O FILHO ÚNICO DO DEUS ALTÍSSIMO

BLOGS PARCEIROS!

  • Religião e Política: "Em quem o Cristão vota?" - Graça e Paz! Irmãos e irmãs, estamos nos aproximando de um novo período eleitoral e por isto cabe a nós alguns esclarecimentos em vista de uma participa...
    Há 7 horas
  • SÃO JOÃO BATISTA... - *Celebrar São João Batista não significa bebermos, fazermos tantas coisas que não convêm a Deus, porque isso não é amar, mas sim desonrar o santo a quem n...
    Há 5 semanas
  • - Do meu nada do meu ser Transforma-me faz de mim um novo vento numa tatuada emoção cheia de vida assim quero ser eu na surpresa do meu eu!! Um sentimento sem ...
    Há 2 meses

MINISTÉRIO ADORAÇÃO E VIDA!

EM TUA PRESENÇA - PE. FÁBIO DE MELO

ESTE É UM CHATE (BATE - PAPO) PARA ENCONTRAR NOVOS AMIGOS ONLINE